Foto da noticia

Sábado, Repouso de Deus e dos Fiéis

26 de Setembro de 2014
edson.silva75@hotmail.com
Edson Silva - Juara - MT


sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos
Temos notado que alguns irmãos quando questionados sobre o dia de sábado, não sabem responder ou apontar na Bíblia Sagrada onde nos assegura o sábado como repouso do Senhor Deus e mais: a necessidade de santificarmos esse dia para cumprir com o quarto Mandamento da Lei de Deus.
 
Em Genesis 2. 2 e 3 assim está escrito:
E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera.
Por isso devemos seguir o exemplo do Criador e também descansar neste dia.
 
Em Marcos 2.27 e 28, responde a dúvida sobre o por que o sábado foi criado. O Senhor Jesus disse que:
O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.

Deus criou o dia de sábado por causa do homem, para que o homem tivesse um dia para descansar. O senhor pensou em seus filhos desde o começo do mundo.
 
Quando Deus criou os mandamentos colocou o sábado entre eles para que todos os filhos de Deus saibam da grande importância que tem esse dia, conforme está escrito em Êxodo 20. 8 – 11

Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.
Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.
Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.
 
O sábado é um sinal entre Deus e seu povo, portanto quem não guarda o sábado não é povo de Deus. Ex. 31. 12 - 17
Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo:

Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o SENHOR, que vos santifica.
Portanto guardareis o sábado, porque santo é para vós; aquele que o profanar certamente morrerá; porque qualquer que nele fizer alguma obra, aquela alma será eliminada do meio do seu povo.
 
Seis dias se trabalhará, porém o sétimo dia é o sábado do descanso, santo ao SENHOR; qualquer que no dia do sábado fizer algum trabalho, certamente morrerá.
Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, celebrando-o nas suas gerações por aliança perpétua.
Entre mim e os filhos de Israel será um sinal para sempre; porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, e ao sétimo dia descansou, e restaurou-se.
 
Também em Ezequiel 20. 20
E santificai os meus sábados, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o SENHOR vosso Deus.
Vemos nestes versículos, o cuidado que devemos ter com o dia de sábado. Quem não santificar este dia, ou melhor, se esquecer de repousar e santificar o dia de sábado, rompe com o sinal deixado por Deus.

Como vemos, o dia de sábado é um sinal perpetuo, ou seja, para sempre entre Deus e o seu povo. Isso é uma prova que somos o verdadeiro povo de Deus, então devemos honrar a confiança que Deus depositou em nós e andar sempre no caminho certo.
 
Deus fez o mundo em seis dias e repousou no sétimo dia que é o sábado, ele fez isso para deixar o exemplo. Agora se Deus repousou, porque nós não iriamos repousar?

Importante observarmos que todos os sábados, Jesus ia ao templo para ler a escritura e também fazer as curas, portanto ele disse que é licito fazer o bem no sábado conforme está em Mateus 12:12. Não podemos trabalhar no sábado e nem cuidar em interesses materiais, mas devemos lembrar que Deus só nos autorizou a fazer o bem no dia de sábado.

E o que é fazer o bem?
Fazer o bem é orar pelos outros, é visitar os enfermos, é ir a congregação no culto é ter nesse dia o tempo reservado para o Senhor.
 
Então vemos que o próprio Jesus guardou o sábado, e da mesma forma que temos o compromisso de ir na congregação neste dia, Jesus também tinha por costume ir às sinagogas, ler o evangelho e ensinar os irmãos as escrituras, curar os enfermos, expulsar os demônios e libertar o seu povo do pecado. Então vemos que ele fazia o bem nos sábados.

E sobre a ida de Jesus ao templo todos os sábados, encontramos esclarecido em Lucas 4:16 e 31 quando lemos assim:
E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.
E desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e os ensinava nos sábados.

Os seguidores de Jesus guardam o sábado, como as mulheres que preparavam as especiarias na sexta, descansaram no sábado e foram ao sepulcro só ao primeiro dia da semana conforme está em Lucas 23, 54 - 56.

E era o dia da preparação, e amanhecia o sábado. E as mulheres, que tinham vindo com ele da Galiléia, seguiram também e viram o sepulcro, e como foi posto o seu corpo.

E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento.
 
Como vemos na Escritura, o dia anterior ao sábado era chamado o dia da preparação. Devemos lembrar sempre que Deus deixou os seis dias da semana para trabalhar e pensando nos seus filhos reservou um dia para o descanso que é o dia de sábado. E neste dia não devemos fazer nenhuma obra material, e se tiver algum estrangeiro em nossas casas nem ele pode trabalhar neste dia conforme o mandado do Senhor.

Os apóstolos também guardavam o sábado, como o apostolo Paulo e Barnabé que sempre pregavam e ensinava o caminho do Senhor no sábado.

E, saídos os judeus da sinagoga, os gentios rogaram que no sábado seguinte lhes fossem ditas as mesmas coisas.
E no sábado seguinte ajuntou-se quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus.
 
Deus ama o seus filhos por isso reservou um dia para nosso descanso. Conforme está em Levítico 23. 3 :
Seis dias trabalho se fará, mas o sétimo dia será o sábado do descanso, santa convocação; nenhum trabalho fareis; sábado do SENHOR é em todas as vossas habitações.

Com o sábado, devemos sempre ser cuidadosos, sempre observar como mandamento do Senhor e não esquecer do nosso compromisso assumido e do sábado como marca de Deus e sinal entre nós e ele. Vejamos o que disse o profeta Isaias, capitulo 56. 1 e 2:

ASSIM diz o SENHOR: Guardai o juízo, e fazei justiça, porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça, para se manifestar.
Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto; que se guarda de profanar o sábado, e guarda a sua mão de fazer algum mal.
 
Conforme estas palavras do profeta, devemos ter muito cuidado para não profanar o dia de sábado. Podemos ter certeza de que todos os que guardam o sábado é digno de honra e Deus o colocará em grandes felicidades, andando no melhor caminho que é o caminho da vida eterna.
 
No tempo do profeta Neemias o povo estava violando o dia de sábado trazendo e vendendo mercadorias neste dia, o profeta protestou contra eles, pois o sétimo dia é de descanso e não de trabalho. O profeta proibiu o povo de vender mercadorias no dia de sábado conforme está em Neemias 13. 15 - 22

Naqueles dias vi em Judá os que pisavam lagares ao sábado e traziam feixes que carregavam sobre os jumentos; como também vinho, uvas e figos, e toda a espécie de cargas, que traziam a Jerusalém no dia de sábado; e protestei contra eles no dia em que vendiam mantimentos.
 
Também habitavam em Jerusalém tírios que traziam peixe e toda a mercadoria, que vendiam no sábado aos filhos de Judá, e em Jerusalém.

E contendi com os nobres de Judá, e lhes disse: Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado?
Porventura não fizeram vossos pais assim, e não trouxe o nosso Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? E vós ainda mais acrescentais o ardor de sua ira sobre Israel, profanando o sábado.
 
Sucedeu, pois, que, dando já sombra nas portas de Jerusalém antes do sábado, ordenei que as portas fossem fechadas; e mandei que não as abrissem até passado o sábado; e pus às portas alguns de meus servos, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado.

Então os negociantes e os vendedores de toda a mercadoria passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes.
Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Por que passais a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão de vós. Daquele tempo em diante não vieram no sábado.
 
Também disse aos levitas que se purificassem, e viessem guardar as portas, para santificar o sábado. Nisto também, Deus meu, lembra-te de mim e perdoa-me segundo a abundância da tua benignidade.

Então os comerciantes, começaram a vir e esperar no lado de fora da cidade e quando passava o sábado eles entravam e vendiam suas mercadorias, mas o profeta mais uma vez interviu e também proibiu essa ação, pois o sábado é santo e não devemos preparar nada material neste dia. É um dia para cuidar somente em trabalhar para Deus.
 
Também devemos cuidar na nossa Igreja para que o sábado não seja quebrantado, ele sempre seja respeitado com todo rigor dos mandamentos de Deus.

Em Apocalipse 1:10 diz que Jesus apareceu para João no dia do Senhor, e segundo as escrituras o dia do Senhor é o sábado como podemos ver em Deuteronômio 5.14.
Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus;
 
Ao ler êxodo 16:4–17, podemos entender que Deus está atento no reino dos céus para atender os nossos pedidos, mas não devemos ser soberbos, devemos pedir somente o que precisamos, com humildade e temperanças e sempre lembrar que temos seis dias para trabalhar e nos preparar, e no sétimo dia nos dedicarmos somente ao Senhor.

Então disse o SENHOR a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não.

E acontecerá, no sexto dia, que prepararão o que colherem; e será o dobro do que colhem cada dia.
Então disseram Moisés e Arão a todos os filhos de Israel: À tarde sabereis que o SENHOR vos tirou da terra do Egito,
E amanhã vereis a glória do SENHOR, porquanto ouviu as vossas murmurações contra o SENHOR. E quem somos nós, para que murmureis contra nós?
 
Disse mais Moisés: Isso será quando o SENHOR à tarde vos der carne para comer, e pela manhã pão a fartar, porquanto o SENHOR ouviu as vossas murmurações, com que murmurais contra ele. E quem somos nós? As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o SENHOR.

E o SENHOR falou a Moisés, dizendo:
Tenho ouvido as murmurações dos filhos de Israel. Fala-lhes, dizendo: Entre as duas tardes comereis carne, e pela manhã vos fartareis de pão; e sabereis que eu sou o SENHOR vosso Deus.
 
E aconteceu que à tarde subiram codornizes, e cobriram o arraial; e pela manhã jazia o orvalho ao redor do arraial.
E quando o orvalho se levantou, eis que sobre a face do deserto estava uma coisa miúda, redonda, miúda como a geada sobre a terra.
E, vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Porque não sabiam o que era. Disse-lhes pois Moisés: Este é o pão que o SENHOR vos deu para comer.

Esta é a palavra que o SENHOR tem mandado: Colhei dele cada um conforme ao que pode comer, um ômer por cabeça, segundo o número das vossas almas; cada um tomará para os que se acharem na sua tenda.
E os filhos de Israel fizeram assim; e colheram, uns mais e outros menos.
 
Porém, medindo-o com o ômer, não sobejava ao que colhera muito, nem faltava ao que colhera pouco; cada um colheu tanto quanto podia comer.
E disse-lhes Moisés: Ninguém deixe dele para amanhã.
Eles, porém, não deram ouvidos a Moisés, antes alguns deles deixaram dele para o dia seguinte; e criou bichos, e cheirava mal; por isso indignou-se Moisés contra eles.

Eles, pois, o colhiam cada manhã, cada um conforme ao que podia comer; porque, aquecendo o sol, derretia-se.
E aconteceu que ao sexto dia colheram pão em dobro, dois ômeres para cada um; e todos os príncipes da congregação vieram, e contaram-no a Moisés.
 
E ele disse-lhes: Isto é o que o SENHOR tem dito: Amanhã é repouso, o santo sábado do SENHOR; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobejar, guardai para vós até amanhã.

E guardaram-no até o dia seguinte, como Moisés tinha ordenado; e não cheirou mal nem nele houve algum bicho.
Então disse Moisés: Comei-o hoje, porquanto hoje é o sábado do SENHOR; hoje não o achareis no campo.

Seis dias o colhereis, mas o sétimo dia é o sábado; nele não haverá.
E aconteceu ao sétimo dia, que alguns do povo saíram para colher, mas não o acharam.
 
Então disse o SENHOR a Moisés: Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis?
Vede, porquanto o SENHOR vos deu o sábado, portanto ele no sexto dia vos dá pão para dois dias; cada um fique no seu lugar, ninguém saia do seu lugar no sétimo dia.
Assim repousou o povo no sétimo dia.

E chamou a casa de Israel o seu nome maná; e era como semente de coentro branco, e o seu sabor como bolos de mel.
E disse Moisés: Esta é a palavra que o SENHOR tem mandado: Encherás um ômer dele e guardá-lo-ás para as vossas gerações, para que vejam o pão que vos tenho dado a comer neste deserto, quando eu vos tirei da terra do Egito.
 
Disse também Moisés a Arão: Toma um vaso, e põe nele um ômer cheio de maná, e coloca-o diante do SENHOR, para guardá-lo para as vossas gerações.
Como o SENHOR tinha ordenado a Moisés, assim Arão o pôs diante do Testemunho, para ser guardado.
E comeram os filhos de Israel maná quarenta anos, até que entraram em terra habitada; comeram maná até que chegaram aos termos da terra de Canaã.
E um ômer é a décima parte do efa.
 
Como vimos Deus não desampara o seu povo, Ele está sempre atento para atender os nossos pedidos. Mas devemos ficar atentos e não entrar em desespero com as coisas deste mundo, pois Deus sabe o que é necessário para nossa sobrevivência.

Ninguém viole o dia de sábado procurando juntar tesouro nesta vida, com uma falsa esperança de que terá uma vida melhor. Aquele que faz isto não terá nada acrescentado em sua vida, pelo contrário será tirado o seu direito de entrar no reino do céu.

Irmãos espero que este trabalho traga um conforto a todos, pois ele mostra o quanto somos privilegiados em pertencer ao verdadeiro povo de Deus.

Que Deus abençoe a todos, Amém.

Publicações