Foto da noticia

Para o Batizando

31 de Julho de 2016
vferreiracps@gmail.com
Escrito por Valdenir Alves Ferreira   


19-Jan-2016
sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos 
 
Batizando tem mais que um significado. Segundo do Dicionário Priberam pode ser:
1-substantivo: Aquele(a) que vai receber o batismo.
2-verbo transitivo: Administrar o batismo à alguém.
O título é uma dedicatória às pessoas que vão receber o batismo, ou seja, estou me referindo ao significado número 1.
Em 1993, com a autorização do irmão Joaquim Néris Pereira, conhecido e antigo Ministro Apascentador da Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia no Jardim São Cristóvão, eu fiz a minha primeira pregação sobre este importante assunto. Entendi que deveria aprofundar meus conhecimentos e procurei fazer isso inclusive estudando junto com ele (irmão Joaquim). Evidente que ainda estou aprendendo, pois sempre ouço novos irmãos pregando, o que me deixa muito feliz.
Posteriormente já recebi várias autorizações para ministrar pregações em cerimônias batismais e isso me fez continuar estudando o assunto. Acabei por desenvolver uma curiosidade especial em relação aqueles irmãos que receberam o batismo nos dias em que eu preguei. Essa curiosidade é apenas uma emoção, uma alegria por vê-los seguindo a Palavra de Deus.
  
É muito bom quando alguém se inicia na Palavra de Deus, converte e chega ao estágio de receber o batismo. Entendi que deveria registrar por escrito algumas passagens bíblicas, as quais são oportunas de serem dirigidas nessas ocasiões e que, mesmo após o ato batismal continuam muito válidas na vida de todos nós.
 
Para entender quem somos, discorrerei sobre:
Corpo, Alma e Espírito.
I Tessalonicenses 5:23- E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
Hebreus 4:12- Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada aguda de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
Corpo material terrestre precisa ter vida (Alma) no sentido material. Deus fez Adão como Alma vivente. Mas além dessa característica, o homem possui um espírito vindo de Deus. É tanto que em Eclesiastes 12:7- A carne volta ao pó como era, e o espírito volta à Deus, que o deu. O espírito do homem habita na sua consciencia.

O Espírito é o homem interior, que está em nossa consciência e se relaciona com Deus. É diferente da Alma, pois a Alma é apenas a existência da vida material.
No caso do homem não convertido, o seu espírito está adormecido, visto ele não se relacionar com Deus. É um espírito inconsciente que não governa a ações do corpo.
No caso do homem convertido, o seu espírito é ativo, age constantemente na sua consciência, interage com o Espírito Santo.
II Coríntios 1-10 ao 16
10 Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
 
11 Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
 
12 Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
 
13 As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
 
14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
 
15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.
 
16 Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.
 
1-O que é a conversão?
Como somos seguidores de Jesus, converter Nele significa compreender e aceitar a sua vontade de tal forma que nossas atitudes sejam direcionadas por seus ensinamentos. Significa abandonar as tendências humanas para seguirmos a direção divina e na Bíblia Sagrada é que encontramos os ensinamentos doutrinários essenciais à nossa conversão.
Existem vários passagens bíblicas relevantes ensinadas por Jesus e por seus Apóstolos no NT que são incisivas e apontam o direcionamento claro para que nossa conversão seja acertiva e duradoura. É evidente que a conversão é um chamado de Deus e isto não podemos negar, mas após esse chamado precisamos conhecer a Bíblia Sagrada em profundidade, afinal o próprio Jesus manifestou em João 5:39- Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;
Ressalto ainda que após a conversão inicial e até mesmo após o batismo, precisamos continuar nos convertendo em Jesus diariamente.
Provérbios 4:18Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.
 
2-A Pregação de João Batista em Lucas 3:1-20 (Ler na Bíblia)
Encher o vale, abaixar o monte, endireitar o torto e aplainar o escabroso é uma pregação profética. Obviamente o profeta não estava preocupado com o relevo geográfico da superfície terrestre. João estava falando da conversão dos homens. Ele veio antes de Jesus para preparar-lhe o caminho pregando aos homens o arrependimento e o abandono das obras pecaminosas.
7 Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?
Em Tessalonicenses 1:10 vemos que somente Jesus Cristo é capaz de nos livrar da ira futura, ou seja, Deus reservou uma punição àqueles que desobedecem a Sua Palavra e isto vai ser revelado no juízo.
Quando João Batista exorta ao arrependimento, era pelo fato de que o juízo havia chegado aos homens. É importante relembrar aos irmãos que antes de Jesus o juízo de Deus era visto pelos homens como algo remoto e distante e por isso ele não transmitia a sensação de punição pelas obras erradas, e até mesmo a recompensa dos fiéis não era entregue de imediato, pois estes repousavam esperando a sua sorte no fim dos dias (ou seja, aguardavam a vinda e a ressurreição de Jesus).
Daniel 12:13- Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias.
Com a vinda de Jesus o juízo passou a ser imediato, inclusive é nessa condição em que nos encontramos hoje.
João ensinava os homens a serem caridosos, justos e corretos. Se olharmos os ensinos deixados por Jesus e pelos apóstolos veremos a confirmação da pregação de João Batista.
Jesus é quem pode fazer as ações aqui mencionadas referentes à conversão. Somente Ele é quem tem a pá em sua mão e que pode aplainar o caminho. Eira é um lugar próprio para bater e limpar a palha e o celeiro é onde se recolhe e armazena os frutos.
A mesma palha, ou seja, a parte que não se aproveita será queimada. Isto pode ser de duas maneiras: na conversão os homens abandonam seus pecados, ou então no juízo final os homens serão sentenciados por não terem abandonados tais pecados.
Lucas 3:16 merece uma atenção especial:
Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.
Especificamente neste verso, vemos que o batismo de João era transitório e o batismo de Jesus era completo e perfeito pois seria com o Espírito Santo e com fogo. Estes dois fatores extraordinários (Espírito Santo e fogo) é o efeito da Palavra de Deus que arde em nossos corações e nos impele à obediência e comunhão com Deus.
Este batismo com fogo é o fogo da Palavra de Deus que nos purifica quando ainda estamos em vida material (no corpo presente). Não é o fogo da purificação para os espíritos após a morte do corpo material, pois aqui João estava tratando sobre a conversão e o batismo quando ainda estamos nesta vida presente.
No juízo haverá a recompensa para nossas obras, sejam elas boas ou más. João 5:28-29.
28 Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz.
29 E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.
 
3- Por que devemos ser batizados?
Primeiro por ser uma ordem divina. No AT, Deus estabeleceu o pacto da circuncisão com Abraão (Gen 17:9-14). Os israelitas machos deveriam receber um pequeno corte no prepúcio ao oitavo dia de vida simbolizando sua aliança com Deus, aliás, em hebraico, circuncisão significa aliança.
No NT, a aliança com Deus passou a ser representada pelo batismo, mas se faz necessário que quem opta por tal batismo adote uma conduta de obediência e santificação diante de Deus através de Jesus e do Espírito Santo. É tanto que o Ap. Paulo testifica em Filipenses 3:3-Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne.
Em Mateus 28:16-20, após a ressurreição, Jesus apareceu aos 11 Apóstolos e ordenou que eles ensinassem e batizassem as nações.
16 E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado.
17 E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20 Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.
Também podemos ver outra confirmação da ordem para o batismo em Atos 2:37-39. Naquela ocasião o Ap. Pedro havia feito um discurso importante sobre a conversão das pessoas em Jesus e ele foi questionado pelos ouvintes sobre o que deveriam fazer.
37 E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?
38 E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;
39 Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.
 
4-As crianças também devem ser batizadas?
Há diversidade de entendimento entre os próprios cristãos sobre este tema. Uma corrente entende que as crianças não devem ser batizadas por não terem consciência da necessidade ou mesmo porque precisam ter o direito de optar livremente.
Também esta corrente alega que se aquela criança, depois de adulta não seguir o evangelho, seus pecados serão imputados diante de Deus por causa daquele batismo recebido na infância. Esta tese não tem fundamentação bíblica, pois a imputação do pecado vem pelo conhecimento da verdade e não pelo fato de ter recebido o batismo.
Outra corrente entende que elas devem ser batizadas porque a promessa de Jesus em Atos 2:37-39 não faz distinção entre adultos e crianças.
37 E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?
38 E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;
39 Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.
Também o carcereiro (Atos 16:30-33) foi batizado com sua família. O Ap. Paulo não fez distinção entre filhos menores ou maiores de idade. Todos foram batizados.
Porém a responsabilidade dos pais é muito grande devendo criar seus filhos na disciplina que a Bíblia Sagrada requer.
Efésios 6:4- E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.
Quem seguir os exemplo bíblico batiza as crianças. Ao longo da história da Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia no Brasil, os irmãos ministros (apascentadores e pregadores) entenderam que deve ser seguido o exemplo bíblico e batizam as crianças. Eu reafirmo esta tese.
 
5-Como deve ser feita a cerimônia de batismo?
Aqui também há diversidade entre os cristãos sobre a forma. Uma parte defende que seja por imersão (mergulho) devido ao fato que João Batista batizava no Rio Jordão Lucas 3:1-20. Apesar dele batizar no Rio Jordão, não existe a menção na Bíblia Sagrada de que as pessoas eram batizadas através da imersão.
Outra parte dos defende que o batismo seja aspersão (derramar sobre a cabeça) devido ao fato que o Ap. Paulo foi batizado por Ananias na Casa de Judas (Atos 9:17-18) e também o carcereiro (Atos 16:30-33) foi batizado com sua família em sua própria casa.
Considerando o caso do Ap. Paulo e do carcereiro que foram batizados nas casas, é fácil concluir que o batismo deles não foi por imersão em rios, tanques ou piscinas, mas sim por aspersão com a imposição das mãos para o recebimento do Espírito Santo.
Logo, o exemplo claro trazido pela Bíblia Sagrada é o batismo por aspersão de água através da imposição das mãos.
 
6-Converter e batizar é nascer de novo
João 3:1-21- Jesus instrui Nicodemos acerca do novo nascimento
Esta é uma passagem clássica sobre a conversão e o batismo. Jesus lhe disse que quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus, ou seja, é preciso converter, batizar e seguir Jesus para ter a salvação. Precisa ser um novo homem.
Nicodemos era um homem completamente natural e não compreendeu o ensino dado por Jesus a ponto de perguntar como seria “nascer de novo”. Jesus então lhe explica que seria necessário ele entender que o Filho de Deus veio à este mundo para salvar os homens e que estes mesmos homens deveriam compreender a profundidade dessa ação de Deus através da conversão, do batismo e de um seguimento contínuo.
Somente em nome de Jesus é que podemos ser salvos. Atos 4:11-12
11 Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.
12 E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.
Jesus nos convida para a conversão e salvação que somente Ele pode oferecer. Mateus 11:25-30.
25 Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.
26 Sim, ó Pai, porque assim te aprouve.
27 Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
30 Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.
Precisamos amar à Jesus o suficiente para obedecermos a Sua Palavra. Quem disser que ama e não obedece é mentiroso. Amar é equivalente a obedecer.
Precisamos obedecer aos Dez Mandamentos do capítulo 20 de Êxodo? Sim. Jesus disse em Mateus 5:17-19:
17 Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
19 Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
Eis os Dez Mandamentos:
Êxodo 20:2 ao 17
1º- Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.
2º- Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás;
3º- Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.
4º- Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra material;
5º- Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá.
6º-Não matarás.
7º- Não adulterarás.
8º- Não furtarás.
9º- Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
10º- Não cobiçarás coisa alguma do teu próximo. 
Os Dez Mandamentos são parâmetros imutáveis capazes de nos levar à Deus. Evidente que só Jesus salva, mas observar e cumprir os Dez Mandamentos nos aproxima de Jesus.
Precisamos abandonar as obras da carne e produzir os frutos do Espírito como descrito em Gálatas 5:16-26.
16 Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
17 Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.
18 Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.
19 Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,
20 Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,
21 Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.
22 Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
23 Contra estas coisas não há lei.
24 E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
25 Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.
26 Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.
Também nos capítulos 4 e 5 aos Efésios o Ap. Paulo nos ensinou que a santidade cristã é oposta ao costume dos gentios,(ler na Bíblia), ou seja, os cristãos vivem segundo o Espírito Santo e os gentios vivem segundo os desejos e sentimentos carnais.
Também em Colossenses 3:1-25 o Ap. Paulo nos ensina sobre a exortação à santidade e ao amor fraternal (ler na Bíblia). Ele dirige-se a nós como homens ressuscitados, ou seja, morremos para o mundo e vivemos para Deus. Por isso eu afirmo sem medo de errar que a nossa ressurreição é na conversão e no batismo.
Não é quando morremos, pois os crentes espirituais em Jesus ressuscitam agora. Na vinda de Jesus teremos a transformação definitiva como está escrito em I Coríntios 15:51-58 que diz que nem todos dormiremos, mas seremos transformados, num abrir e fechar de olhos venceremos a morte.
Os homens que alcançam o conhecimento da verdade do evangelho e se convertem são privilegiados. Estavam na escuridão e de repente passaram a enxergar como descrito em Mateus 4:16- O povo, que estava assentado em trevas, viu uma grande luz; e, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, a luz raiou.
A luz que os fez enxergar é o próprio Jesus, afinal Ele disse em João 8:12- Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.
As escamas que os impedia de enxergar a verdade caem por terra como aconteceu com o Ap. Paulo (Atos 9:18) e abre um mundo novo até então desconhecido para estes homens. Eles que antes eram considerados pessoas naturais passam a ser crentes espirituais em Jesus.
 
7-Direitos concedidos a quem converte e recebe o batismo
Muitos são estes direitos, mas de forma resumida podemos dizer que os direitos mais conhecidos são:
1-passa a ser um novo homem (ou uma nova mulher). Romanos 6:5-8
5 Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição;
6 Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.
7 Porque aquele que está morto está justificado do pecado.
8 Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos;
2-passa a ter o nome escrito no livro da vida. Lucas 10:20
Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.
3-recebe o Espírito Santo de forma permanente. Atos 2:38
E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;
4-tem o privilégio de fazer parte da família de Deus. Efésios 2:19
Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família deDeus;
5-torna-se possuidor da vida eterna. Mateus 19:27-29
27 Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que receberemos?
28 E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.
29 E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor de meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna.
 
8- Deveres requeridos de quem converte e recebe o batismo
Igualmente ao capítulo sobre os direitos, muitos são os deveres de quem se tornou conhecedor do caminho da salvação, mas os principais são:
1- Não voltar ao pecado. II Pedro 2:20-22
20 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.
21 Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;
22 Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.
Hebreus 10:28-29 nos esclarece que no AT já havia punição dura para aqueles que desobedecessem a Lei e muito mais haverá para quem trair o Filho de Deus.
28 Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas.
29 De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?
2- Anunciar a Palavra de Deus. Mateus 28:19-20
19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
20 Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.
3- Ser exemplo de boa conduta.
Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. I Timóteo 4:12
Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade, Tito 2:7
4- Trabalhar na obra de Deus.
Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seutrabalho. João 4:38
Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. I Coríntios 15:58
 
9- A recompensa prometida
A salvação é dada por Jesus quando convertemos e batizamos. Vemos isso no exemplo do encontro de Zaqueu com Jesus. Jesus lhe disse em Lucas 19:9- Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Depois de recebermos a salvação na conversão, precisamos seguir até o fim, pois Jesus diz em Mateus 24:13- Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.
Logo a salvação oferecida por Jesus pode ser vista de duas maneiras: a da conversão que nos é dada quando aceitamos e recebemos o batismo e a da permanência até o fim, quando nos encontrarmos espiritualmente com Jesus (fim da vida material).
Em Apocalipse Jesus faz novas promessas de salvação aqueles que vencerem:
2:7- dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.
2:11-  não receberá o dano da segunda morte.
2:17-  darei a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.
2:26-28
26 E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,
27 E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai.
28 E dar-lhe-ei a estrela da manhã.
3:5- será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
3:12- eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
3:21- lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.
E também Apocalipse 22:12 ao 21:
12- Eis que cedo venho,e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra.
A vinda está próxima. Esta é uma verdade absoluta e dela não podemos ser ignorantes. Precisamos nos apegar fortemente à Palavra de Deus.
13- Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro.
Não tem como nós evitar o encontro com Jesus. Ele esteve com Deus desde a criação e estará no fim de todas as coisas. Nosso encontro com Ele é iminente.
14- Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.
Existe uma grande oportunidade a ser aproveitada pelos homens. Se lavarem no sangue remissor de Jesus. Os convertidos já fizeram isso no ato do batismo e precisam manterem-se limpos até o fim.
15- Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
Os infiéis vão ficar de fora. O arrependimento das obras mortas deve ser feito nesta vida. Nem todos alcançarão arrependimento na vida futura e aqueles que alcançarem será através de uma purificação dolorosa assemelhada através do fogo. O tempo aceitável da salvação oportuna é nesta vida.
16- Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã.
Jesus é tão amoroso que enviou o seu anjo, não somente na revelação à João (Apocalipse), mas para revelar a Bíblia Sagrada inteira.
17- E o Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida.
Jesus havia dito no evangelho de Mateus 5:6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos, e aqui Ele oferece a água da vida gratuitamente. E quem dela bebe nunca mais voltará a ter sede conforme Ele prometeu à mulher samaritana (João 4:1 ao 30).
18- Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;
19- e, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro.
A palavra de Deus é completa e avalizada por si mesma. Não pode e não precisa ser diminuída e nem acrescentada, apenas enaltecida. O nosso papel é segui-la com perseverança confiando na sua promessa da vida eterna que está unicamente em Jesus, nosso Salvador e Senhor.
20- Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!
Oramos e trabalhamos para que nossa reunião seja agradável e em glória. Brevemente estaremos com Ele.
21- A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém!
 
10- Compromisso com a apascentação
Todos que recebem o batismo precisam entender que estão sendo iniciados na Palavra de Deus e a abertura dessa porta se dá através de um Ministério de Apascentação. Logo devem prestar obediência ao Ministério.
Quando iniciamos na Palavra de Deus através de um Ministério de Apascentação, precisamos entender que somos ovelhas daquele rebanho. A ovelha iniciada não tem autonomia de se auto promover à pastor.
Se pela graça e o chamado de Jesus, um dia aquela ovelha venha a ser promovida por Jesus, isso precisa ser confirmado também com aquele Ministério de Apascentação na qual houve a iniciação à Palavra.
Encerro aqui a mensagem dirigida ao batizando desejando que I aos Coríntios 15:58 seja uma realidade plena em suas vidas: Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.


11- Um convite aos ouvintes
Nos dias de batismo, naturalmente a pregação do evangelho fica restrita aos principais aspectos da conversão e do batismo, mas é sempre bom convidar os visitantes (àqueles que não são iniciados na Palavra) a voltarem outras vezes para conhecerem uma Igreja revelada pelo Espírito Santo que trabalha na ceifa, na caridade e na Promessa, para que sejam esclarecidos os demais fundamentos da Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia.
FIM
Idealizado em 1993
Redigido em 16/09/2015
Publicado em 19/01/2016
 
Cito agora de forma aleatória os principais temas e textos pesquisados:
Por que batizar - Atos 2:37-39
A pregação de João Batista - 3 de Lucas
O novo nascimento – 3 de João
Salvação somente em nome de Jesus - Atos 4:10-12
O jugo de Jesus - Mateus 11:25-30 
Ressurreição para a vida e para a condenação - João 5:28-29
Os Dez Mandamentos – Jesus veio cumprir a Lei - Êxodo 20:2 ao 17
A luz raiou - Dito pelo Prof. de Isaías e citado por Jesus
A antiga circuncisão foi substituída pelo batismo   
As beatitudes - Mateus 5:1-12 
As obras da carne e os frutos do espírito - 5 de Gálatas
Não voltar ao pecado – II Pedro 20-22
Ter o nome escrito no livro da vida - Lucas 10:20
A santidade Cristã é oposta ao costume dos gentios - 3 de Colossenses 
Ordem para batizar - Mateus 28:16-20 
Parábola do semeador - Mateus 13:1-23
Quem quebrar a lei morre sem misericórdia - Hebreus 10:28
As escamas que caem dos olhos de quem converte - exemplo de Paulo
Obediência devida à Apascentação
Convite aos gentios para conhecerem uma igreja que exercita o juízo
batismo com a imposição das mãos Atos 19
Eis que cedo venho - Vinda de Jesus em Apocalipse 22:12
Batismo de crianças - Exemplos bíblicos de famílias inteiras que foram batizadas

Atualizado em ( 11-Jul-2016 )

Publicações