Foto da noticia

O Casamento

31 de Julho de 2016


Escrito por Edna Pereira de Souza Silva - Adamantina - SP   
12-Jun-2015
 
sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos
 
 - edrosenia@hotmail.com
 
O casamento foi criado por Deus como um presente para o homem e para a mulher, para serem unidos por uma aliança que deve durar a vida inteira enquanto vivos.
Ele foi criado tendo o propósito de, através dele, estabelecer uma vida a dois, de um dignificar e honrar o outro, havendo um mútuo respeito, amor e entendimento.
Desde o princípio, quando Deus criou o homem e a mulher, o Senhor os abençoou com fertilidade e ordenou que se multiplicassem e enchessem a terra. (Gn 1.28).
É do agrado de Deus, e um mandado divino a multiplicação de gênero humano.
Quando Deus trouxe Eva à Adão, para ser sua companheira, Adão ficou fascinado. Pois ela, sim, era “ossos dos seus ossos e carne da sua carne”. Ela havia sido tirada do seu corpo. Era tão semelhante a ele, e, ao mesmo tempo, tão diferente!
O casamento é uma benção de Deus na vida do homem e da mulher e todos devem reconhecer como obra de Deus, algo tão sagrado que ele abençoou e ordenou a multiplicar e encher a terra, a produzir filhos.
Deve ser reconhecido a relação entre o casal para multiplicação na terra como algo abençoado por Deus, que só poderá acontecer dentro do casamento, apenas dentro de um pacto, de uma aliança: um voto de amor, de cuidado recíproco, de entrega, de doação e de fertilidade entre duas pessoas, homem e mulher, com o reconhecimento que Adão teve ao dizer:
“Esta é agora ossos dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.  Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. Gen. 2. 23 e 24.
Também foi confirmado por Jesus Cristo ao dizer: “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Mat. 19. 6
O sábio Salomão em Provérbios 18. 22 assim disse: “Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do SENHOR.
“É como se Deus desse um presente valiosíssimo: uma pedra preciosa, a mais cara de todas. Ele nunca colocaria uma joia assim num “saquinho de papel”, nem em uma “sacola de plástico de supermercado”, para presentear alguém. Ele acondicionou essa joia numa caixinha muito bonita, enfeitada, acolchoada, revestida por dentro e por fora, e ofereceria esse valioso presente num pacote muito bonito e bem feito.
Esse pacote chama-se casamento, uma vida legalmente compromissada perante Deus e os homens, e pactuada no amor, na fidelidade, na doação e na condição de ser completamente altruísta.”
 Isso caracteriza Deus e o seu amor incondicional ao ser humano que ele criou. Por isso, a escritura diz: “Deus é amor” I João 4.8. O amor é a sua própria essência e natureza.
Não podemos separar Deus do verdadeiro amor que é a essência absoluta de Deus. O homem e a mulher foram criados por Deus com o objetivo de amá-los profundamente. Mas Deus não escondeu a decepção com sua criação que ele tanto admirava, e por algumas vezes desejou acabar com a sua criação por causa da rebeldia e desobediência ao seu mandamento.
Não podemos esquecer que Deus fez de nós a sua própria imagem, sua semelhança. Deus nos amou e também nos deu mandamentos de que amamos um ao outro.
No casamento não é diferente, o amor  tem que perpetuar e qualquer situação adversa é contrário os objetivos da criação de Deus e fere o seu mandamento do amor, da fidelidade e do compromisso firmado na aliança. Isso aborrece a Deus.
Quando um casal se separa, por achar que o amor acabou ou por infidelidade, ocorre a invalidação da Palavra de Deus.
Porém, existe um inimigo que se opôs para destruir o amor deixado e criado por Deus, pois ele é contrário a tudo o que é de Deus.
Seu nome é satanás, também conhecido como diabo e antiga serpente. Ele é aquele que sempre desejou roubar o amor de entre os homens. O que ele fez foi apresentar enganos e alternativas à vida abundante que Deus havia planejado com tanto carinho e cuidado para nós, seres humanos.
O diabo planejou anestesiar o coração humano para torná-lo insensível ao amor, e assim enganar e matar o homem. Para destruir o presente delicado, sensível, criativo e vital que Deus deu à sua criação, o diabo usa a mentira, aliás ele é o pai da mentira como está em João 8. 44.
Ele procura transmitir suas ideologias e ensinar as pessoas a agirem de forma errada, pois assim compre seus objetivos de tirar a felicidade estabelecida por Deus.
Seu objetivo é levar o homem e a mulher ao pecado, levando-os a prática de adultério, prostituição, fornicação, bestialidade, incesto, pornografia, pedofilia, estupro, orgia sexual, entre outras formas de distorção, daquilo que Deus criou como original.
Definição de incesto: (a prática marital praticada entre parentes, ex: Anmom se apaixonou por Tamar irmã de Absalão, seu irmão e cometeu um incesto II Samuel 13.
Anmom era filho de Ainoã a jizreelita (I Samuel 3. 2) e Absalão era filho de Maaca (II Samuel 3. 3) assim como Tamar. Então eram irmãos por parte de mãe.
Nos dias de hoje, vemos que a maioria das pessoas não se lembram ou desconhecem totalmente os objetivos da criação de Deus e homens e mulheres fazem de seus corpos como objetos de uso de prazer, vivendo em orgias e atitudes vergonhosas, se despindo de forma ilícita que Deus nunca permitiu.
O corpo foi criado para templo de Deus e deve ser reservado para a santidade e perpetuação da espécie de forma lícita, O plano original de Deus tem sido distorcido, perdendo a visão inicial.
 
VOCABULÁRIO 
Adultério: A relação voluntária entre pessoas casadas ou entre uma pessoa casada e um parceiro que não é o cônjuge legal;
Prostituição: Trato sexual com outra ou outro distinto do próprio cônjuge, em troca de dinheiro ou em outra forma de pagamento. (Dicionário Bíblico);
Fornicação: A relação voluntária entre pessoas não casadas entre si – está relacionado ao adultério, ao incesto e também a prática de homossexualismo. Deus chamou tudo de idolatria;
Incesto: a prática marital praticada entre parentes. Ex: Anmom se apaixonou por Tamar irmã de Absalão seu irmão e cometeu um incesto II Samuel 13;
Bestialidade: Modo de agir que faz com que o homem seja semelhante à besta (enquanto animal); brutalidade. Comportamento que denota estupidez. Ação que consiste na pratica de atos sexuais com animais; zooerastia;
Pornografia: Qualquer conteúdo que possui cenas ou imagens obscenas ou de apelo sexual. Caráter imoral de publicações, gravuras, pinturas, cenas, gestos, linguagem.
Pedofilia: A palavra pedofilia (do «gr[ego] ped(o)- + -filia») significa «perversão que leva um indivíduo adulto a se sentir sexualmente atraído por crianças» ou «prática efetiva de atos sexuais com crianças (p. ex., estimulação genital, carícias sensuais, coito etc.)» (Dicionário Houaiss).
Estupro: 1 Atentado ao pudor cometido com violência. 2 Coito sem consentimento da mulher e efetuado com emprego de força, constrangimento, intimidação ou decepção quanto à natureza do ato; violação.
Orgia: Uma vida imoral que envolve grupos de pessoas, homens e mulheres, em farras, festas com atos praticados de forma grupal e indiscriminado.

Atualizado em ( 13-Jun-2015 )

Publicações