Foto da noticia

João Batista - O Precursor de Cristo

02 de Agosto de 2016


Escrito por Gilmar Augusto Silva - Suzano -SP   
13-Apr-2009
www.sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos

   gilmar_aug@yahoo.com.br
De acordo com os relatos bíblicos, João Batista foi o precursor da mudança que Jesus Cristo viria trazer à Lei de Deus, conforme já havia sido predito pelos profetas. O próprio João Batista disse isso, como podemos observar nos textos abaixo:  
Malaquias 4:5 - Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição.  
Mateus 11:7 - E, partindo eles, começou Jesus a dizer às turbas, a respeito de João: Que fostes ver no deserto? uma cana agitada pelo vento?  Sim, que fostes ver? um homem ricamente vestido? Os que trajam ricamente estão nas casas dos reis.  Mas, então que fostes ver? um profeta? Sim, vos digo eu, e muito mais do que profeta; Porque é este de quem está escrito: Eis que diante da tua face envio o meu anjo, Que preparará diante de ti o teu caminho.   
Mateus 11:14 - E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir.  Como podemos notar, a profecia de Malaquias refere-se a João Batista como sendo Elias, enquanto que no texto de Mateus, Jesus estava explicando ao povo a finalidade da pregação de João Batista.Mas porque Malaquias o chama de Elias?Deus mandou o espírito do profeta Elias habitar sobre João Batista, quando este nasceu aqui no mundo. Porém, o próprio João Batista (digo o homem carnal) não sabia no seu pensamento que sobre ele havia o espírito de Elias, mas sabia que ele era a "voz do que clama no deserto", como podemos ver na profecia de Isaías:  
Isaías 40:3 a 5- Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.Todo o vale será exaltado, e todo o monte e todo o outeiro será abatido; e o que é torcido se endireitará, e o que é áspero se aplainará.E a glória do SENHOR se manifestará, e toda a carne juntamente a verá, pois a boca do SENHOR o disse.  Observe que Isaías cita João como a voz do que clama no deserto, fato que vem ao encontro das palavras de Lucas, quando diz no texto abaixo:  
Lucas 3:1 a 6 - E NO ano quinze do império de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos presidente da Judéia, e Herodes tetrarca da Galiléia, e seu irmão Filipe tetrarca da Ituréia e da província de Traconites, e Lisânias tetrarca de Abilene, Sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, veio no deserto a palavra de Deus a João, filho de Zacarias. E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados; Segundo o que está escrito no livro das palavras do profeta Isaías, que diz: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; Endireitai as suas veredas. Todo o vale se encherá, E se abaixará todo o monte e outeiro; E o que é tortuoso se endireitará, E os caminhos escabrosos se aplanarão; E toda a carne verá a salvação de Deus.  De acordo com o texto de Mateus, Jesus cita João Batista como "muito mais do que profeta" e aquele de quem está escrito que viria para preparar o caminho do Senhor.( Observe Malaquias 4:5);   
Mateus 11:9 e 10 - Mas, então que fostes ver? um profeta? Sim, vos digo eu, e muito mais do que profeta; Porque é este de quem está escrito: Eis que diante da tua face envio o meu anjo, Que preparará diante de ti o teu caminho. E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir. Na transfiguração, segundo a citação de Mateus capítulos 17, apareceram Moisés e Elias para Jesus e seus três apóstolos, a saber, Pedro, Tiago e João, e estavam falando com o Senhor. Quando desceram do monte, Jesus ordenou expressamente para que não contassem a ninguém o ocorrido. Porém, por causa daquele fato, ocorreu uma pergunta aos discípulos: 
Mateus 17:9 a 13 - E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos. E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas; Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.  Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista.   Veja que os discípulos de Jesus só entenderam que o precursor Elias era o Profeta João Batista naquele momento, quando Jesus lhes fez aquela declaração. Observe agora o texto de Lucas, quando relata o nascimento de João Batista:  
Lucas 1:5 a 17 - Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel. E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e ambos eram avançados em idade. E aconteceu que, exercendo ele o sacerdócio diante de Deus, na ordem da sua turma, Segundo o costume sacerdotal, coube-lhe em sorte entrar no templo do Senhor para oferecer o incenso. E toda a multidão do povo estava fora, orando, à hora do incenso. E um anjo do Senhor lhe apareceu, posto em pé, à direita do altar do incenso. E Zacarias, vendo-o, turbou-se, e caiu temor sobre ele. Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João. E terás prazer e alegria, e muitos se alegrarão no seu nascimento, porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe. E converterá muitos dos filhos de Israel ao SENHOR seu Deus, E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto.   A vida de João Batista aqui na terra nos sugere a realização de alguns propósitos de Deus. Primeiro que a mãe dele, Isabel era prima da mãe de Jesus e era uma mulher estéril. O anjo Gabriel, que avisou Isabel de que ela iria conceber é o mesmo anjo que avisou Maria de sua concepção, só que esta foi, segundo as escrituras, enxertada pelo Espírito Santo. Um outro detalhe importante que vemos é o fato de Maria, a mãe de Jesus, cuja gravidez estava aproximadamente seis meses atrasada em relação a de Isabel, ter ido visitar sua prima Isabel nas montanhas. Quando Maria chegou à porta da casa de Isabel e a saudou, João Batista saltou no ventre de sua mãe e ela foi cheia do Espírito Santo.  
Lucas 1:39 a 45 - E, naqueles dias, levantando-se Maria, foi apressada às montanhas, a uma cidade de Judá, E entrou em casa de Zacarias, e saudou a Isabel.E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo.  E exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre.  E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor? Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.  Bem-aventurada a que creu, pois hão de cumprirem-se as coisas que da parte do Senhor lhe foram ditas.  Observe que Isabel chama Maria de "a mãe do meu Senhor", numa referência a Jesus. Mas Maria não havia contado para Isabel nada sobre a sua gravidez e nem sobre o anúncio do Anjo Gabriel ter lhe aparecido. Tudo o que Isabel disse à Maria foi pelo Espírito de Deus. Também o fato de a criança ter saltado em seu ventre, foi a alegria do Espírito e virtude de Elias, pois já sabia que o tempo da restauração de Israel estava próxima. João também tinha seu modo de viver semelhante ao adotado por Elias, quando habitara aqui no mundo, pois se vestia de maneira igual a de Elias, ou seja, roupa de pêlo de camelo, cingido pelo lombo com um cinto de couro, e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre.  
Mateus 3:1 a 4 - E, NAQUELES dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia, E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, Endireitai as suas veredas. E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre.  Observe agora a citação do livro de Reis sobre Elias e compare:
II Reis 1:1 a 8 - E DEPOIS da morte de Acabe, Moabe se rebelou contra Israel.  E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, que tinha em Samaria, e adoeceu; e enviou mensageiros, e disse-lhes: Ide, e perguntai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença. Mas o anjo do SENHOR disse a Elias, o tisbita: Levanta-te, sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom? E por isso assim diz o SENHOR: Da cama, a que subiste, não descerás, mas sem falta morrerás. Então Elias partiu. E os mensageiros voltaram para ele; e ele lhes disse: Que há, que voltastes? E eles lhe disseram: Um homem saiu ao nosso encontro, e nos disse: Ide, voltai para o rei que vos mandou, e dizei-lhe: Assim diz o SENHOR: Porventura não há Deus em Israel, para que mandes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom? Portanto da cama, a que subiste, não descerás, mas sem falta morrerás. E ele lhes disse: Qual era a aparência do homem que veio ao vosso encontro e vos falou estas palavras?  E eles lhe disseram: Era um homem peludo, e com os lombos cingidos de um cinto de couro. Então disse ele: É Elias, o tisbita.  Há ainda outras referências sobre Elias, demonstrando que ele era um ser especial para Deus, tornando-se assim diferente do homem comum. Veja por exemplo que a bíblia não cita nada sobre o nascimento de Elias, nem mesmo sua genealogia ou quem poderia ter sido seus pais. Além disso, Elias não provou da morte do corpo material no tempo do seu primeiro ministério profético, sendo levado ao céu "num carro de fogo, subindo num redemoinho".  
II Reis 2:11 - E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho. Uma outra curiosidade sobre Elias é o fato de Ele ter aparecido na transfiguração, junto com Moisés, mas em estado de Glória. Como no antigo testamento não havia ainda a ressurreição dos mortos, mas todos os que morriam ficavam dormindo no pó, este fato deixa claro que Moisés e Elias eram  e são personagens que têm uma relação especial com Deus. Moisés porque além de ter sido o primeiro grande libertador do povo de Israel, quando morreu, Deus escondeu sua sepultura, de forma que sua sepultura e seu corpo nunca foram encontrados, e Elias porque não morreu, tendo sido transladado ao céu num carro de fogo. No Apocalípse, João cita estes dois como sendo "as duas testemunhas", de tão especial que é a relação deles com Deus.   
Apocalipse 11:1 a 6 - E FOI-ME dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram. E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco. Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra. E, se alguém lhes quiser fazer mal, fogo sairá da sua boca, e devorará os seus inimigos; e, se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto. Estes têm poder para fechar o céu, para que não chova, nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda a sorte de pragas, todas quantas vezes quiserem. É inegável que a pessoa de João Batista está fortemente ligada a Elias pelas evidências que os registros bíblicos nos revelam. Esta é a minha conclusão, não porque assim quero, mas porque é assim que os relatos bíblicos nos mostram: contudo, estou aberto a conversar sobre este assunto e receber até alguma linha de raciocínio que ainda não pude desenvolver.  
Suzano, 10 de junho de 2007.  
Por Gilmar Augusto Silva. Você pode comentar o estudo através de gilmar_aug@yahoo.com.br

Atualizado em ( 24-Dec-2009 )

Publicações