Imitadores de Deus

Foto da noticia

06 de Agosto de 2011
silvanocodogno@gmail.com
Silvano Codogno   


www.sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos

As palavras do título deste pequeno trabalho, não são de minha autoria, o que fiz foi somente transcrevê-las da Bíblia. Epístola de Paulo aos Efésios 5 v 1“Sede, pois,imitadores de Deus, como filhos amados”. Ou seja, o apóstolo pede para que tomemos Deus por modelo para conduzirmos nossas ações e atitudes, que façamos as coisas semelhantes as que ele fez (dentro de nossas possibilidades) que nos assemelhemos a ele, etc. Inclusive reproduzir o que ele produziu. O Senhor Jesus procedeu assim, vejamos o que diz a Bíblia:

Evangelho de João 5 v 19: “Mas Jesus respondeu e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer ao Pai, porque tudo quantoele faz, o Filho o faz igualmente”.

Se tratando de Jesus, é natural que ele faz igualmente ao pai, mas a nós o imitá-lo é o que nos é requerido, portanto, seja fazer igual ou imitar, o modelo a ser seguido é o Senhor Deus.
Vejamos a análise Bíblica sobre o término da criação: Genesis 1 v 31: “E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto”. O próprio Deus viu que uma coisa não estava boa: Genesis 2 v 18: “E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”.

Gênesis 2 vs 22/24“ E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada. Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”

A solidão do homem não era boa aos olhos de Deus, então Deus criou para ele a mulher e assim consumou o primeiro casamento sobre a face da terra. E esse casamento realizado no Édem é o modelo único e definitivo, não cabendo variação, alteração ou mudança de qualquer natureza e que não pode sofrer nenhuma interferência humana, porque nos ensina a palavra de Deus: 

Eclesiastes 3 v 14: “ Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar e nada se lhe deve tirar. E isso faz Deus para que haja temor diante dele”.

Paulo nos ensina: Aos Romanos 12 v 2: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. A palavra Conformismo significa:

“Conformação com os costumes ou opiniões de outra pessoa ou com qualquer situação”. Penso que como Cristãos e com o compromisso de sermos Imitadores de Deus, devemos amar o que ele ama e repudiar o que ele repudia.

Malaquias 2 v 16“Porque o SENHOR, Deus de Israel, diz que aborrece o repúdio e aquele que encobre a violência com a sua veste, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto, guardai-vos em vosso espírito e não sejais desleais”. Apocalipse 2 v 6: “Tens, porém, isto: que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço”.

Então, segundo o modelo de casamento que Deus propôs no Édem, é sem dúvida nenhuma nosso dever ser defensores da instituição do casamento, o nosso e o de nosso próximo (Imitando a Deus), lembremo-nos da palavra de Deus: 

Aos Hebreus 13 v 4
“Venerado entre todos seja o matrimônio”. O divórcio está se ramificando por todos os lados, não raramente encontramos alguém nesta condição, e devemos tomar cuidado, e que isso não se torne uma banalidade aos nossos olhos, porque naturalmente, as coisas por se repetirem e se tornarem comuns no meio onde vivemos, pode acabar nos acostumando, na medida em que elas vão acontecendo.

Entretanto a renovação feita em nosso entendimento nos transforma, de modo que é perfeitamente possível não nos conformarmos com isso e até nos livrarmos deste mal. Por isso a citação de Romanos 12 v 2, como escrevi acima.

Os homens de Deus, não se conformavam quando alguma coisa acontecia diferente do que era a vontade do Senhor; podemos observar isso na atitude de Esdras, conforme escrito: 

Esdras 9 vs 1/3: “Acabadas, pois, essas coisas, chegaram-se a mim os príncipes, dizendo: O povo de Israel, e os sacerdotes, e os levitas não se têm separado dos povos destas terras, seguindo as abominações dos cananeus, dos heteus, dos ferezeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios e dos amorreus, porque tomaram das suas filhas para si e para seus filhos, e assim se misturou a semente santa com os povos destas terras, e até a mão dos príncipes e magistrados foi a primeira nesta transgressão. E, ouvindo eu tal coisa, rasguei a minha veste e o meu manto, e arranquei os cabelos da minha cabeça e da minha barba, e me assentei atônito”.

Atentemo-nos para os seguintes ensinos espirituais: 
2ª epístola de Paulo aos Tessalonicenses capítulo 2 v 7: “Porque já o mistério da injustiça opera”. 

1ª Epistola de João capítulo 4 v 3“e todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo”. 

1ª Epistola de João capítulo 5 v 19: “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo esta no maligno”.

De acordo com as palavras do Senhor Jesus, nós fazemos parte e somos integrantes do Reino de DeusLucas 17 vs 20/21E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o Reino de Deus, respondeu-lhes e disse: O Reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Ei-lo ali! Porque eis que o Reino de Deus está entre vós.  

E debaixo do Seu Domínio e Governo, estamos reinando com ele, e isso em lugares celestiais, Efésios 2 v 6: “e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus”. No entanto, também existe um Reino do Mal aqui na terra, e esse se opõe e luta contra o Reino de Deus: 

2ª Epístola de Paulo aos Tessalonicenses 2 vs 4 e 9: “o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais, e prodígios de mentira”.

Sob a luz dos ensinos da palavra de Deus, somos Reis e Sacerdotes, e como seus representantes devemos como disse Paulo, MILITAR A BOA MILÍCIA

1ª Timóteo 6 v 12: “ Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas”. As forças opositoras existem, mas também existe a Força Indestrutível e Invencível do Reino de Deus, e você é integrante das fileiras deste exército, então milite nesta causa, defenda o que o Senhor instituiu e estabeleceu. Lute!

Livro dos Salmos 74 vs 3 e 4“Levanta-te contra as perpétuas assolações, contra tudo o que o inimigo tem feito de mal no santuário. Os teus inimigos bramam no meio dos lugares santos; põem neles as suas insígnias por sinais”. 

Efésios 6 v 12: “porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”.

Veja o Rei e o Reino a quem você pertence e está: 
Daniel 7 vs 13/14“Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino, o único que não será destruído”.

Isso é do nosso conhecimento, e provém de Deus, e isto está de acordo com sua vontade: A indissolubilidade do casamento é a vontade de Deus (ele é indissolúvel). A vontade do maligno é justamente o contrário, e além do espírito do anticristo lutar contra os que querem servir a Deus, existe o espírito da prostituição:

Oséias 5 v 4:
 “Não querem ordenar as suas ações, a fim de voltarem para o seu Deus; porque o espírito da prostituição está no meio deles, e não conhecem o SENHOR”. 

Efésios 2 v 1/3: “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que, noutro tempo, andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que, agora, opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também, antes, andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

Para nos protegermos e lutarmos contra essas forças do mal, Paulo nos diz que: “A espada do Espírito é a palavra de Deus”
Vejamos o que os insensatos dizem de Deus e o que Deus diz dos ímpios, e como disse o profeta: 

Oséias 6 v 3: “Prossigamos em conhecer ao Senhor”. 

Livro dos Salmos 14 v 1“Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem”. 

Ainda no livro dos Salmos 50 vs 16/18: “Mas ao ímpio diz Deus: Que tens tu que recitar os meus estatutos e que tomar o meu concerto na tua boca, pois aborreces a correção e lanças as minhas palavras para detrás de ti? Quando vês o ladrão, consentes com ele; e tens a tua parte com adúlteros.

Mas os que guardam lei de Deus, ou seja, os 10 mandamentos; vêem que ela expressa o caráter de Deus e o que ele pensa sobre as coisas. Inclusive é proteção para os Cristãos. 

Provérbios 30 v 5: “Toda palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele”. 

Proteção? Isso mesmo, por exemplo, O 6º Mandamento protege a vida


Êxodo 20 v 13“Não Matarás”, o 7º e o 10º Mandamento protegem o casamento: 

Êxodo 20 v 14“Não adulterarás” e Êxodo 20 v 17: “Não cobiçarás a casa do teu próximo; não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo”. 

Está escrito no livro dos Salmos 119 v 96: “A toda perfeição vi limite, mas o teu mandamento é amplíssimo”.

Por isso não devemos desprezar os ensinos do Senhor em relação a esse assunto, devemos colocá-lo como alvo a ser alcançado e obedecer a sua palavra, pois ela é a verdade. O casamento é criação de Deus, o divórcio não. A união do casal e da família é de Deus e a separação dela não, a família tem lugar privilegiado diante dos olhos de Deus, e como o casamento é instituição divina a família também é.

Esta é a forma que Deus abençoou Abraão: Gênesis 12 v 3“E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra”.

Quando o Senhor fez o homem, a mulher e, por conseguinte instituiu e formalizou o casamento,nosso Senhor tinha um propósito e é justamente esse propósito que devemos buscar e permanecer nele, pois é a vontade de Deus. Que propósito é esse? A Bíblia responde: 

Malaquias 2 v 15: “E não fez ele somente um, sobejando-lhe espírito? E por que somente um? Ele buscava uma semente de piedosos; portanto, guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja desleal para com a mulher da sua mocidade”.

O Senhor estabelecia pelo seu poder e lançava a semente para criação da família (esse era o propósito de Deus). O divórcio vem totalmente na contra mão a esse plano do Senhor, quando acontece, se dissolve não apenas a estrutura do marido e da mulher, mas de toda a família. O raciocínio é lógico, pois como o Senhor não fez o homem para morrer também não fez o casamento para haver divórcio.

Quem primeiro disse: “Portanto o que Deus ajuntou não o separe o homem”, foi nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele sabia o propósito de Deus e também sabia qual modelo a ser ensinado, e quando ele foi interrogado acerca desse assunto, indicou e apontou o casamento realizado no Édem:

Marcos 10 vs 1/9: “E, levantando-se dali, foi para o território da Judéia, além do Jordão, e a multidão se reuniu em torno dele; e tornou a ensiná-los, como tinha por costume. E, aproximando-se dele os fariseus, perguntaram-lhe, tentando-o: É lícito ao homem repudiar sua mulher? Mas ele, respondendo, disse-lhes: Que vos mandou Moisés? E eles disseram: Moisés permitiu escrever carta de divórcio e repudiar. E Jesus, respondendo, disse-lhes: Pela dureza do vosso coração vos deixou ele escrito esse mandamento; porém, desde o princípio da criação, Deus os fez macho e fêmea. Por isso, deixará o homem a seu pai e a sua mãe e unir-se-á a sua mulher. E serão os dois uma só carne e, assim, já não serão dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem.

1ª Epistola de João capítulo 4 v 15“Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele e ele em Deus”.
São características do NOVO CONCERTO os seguintes quesitos estabelecidos por Deus:

Ezequiel 36 v 26: “E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne”. 

Epístola aos Hebreus 8 vs 6 e 10: “Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de um melhor concerto, que está confirmado em melhores promessas. Porque este é o concerto que, depois daqueles dias, farei com a casa de Israel, diz o Senhor: porei as minhas leis no seu entendimento e em seu coração as escreverei; e eu lhes serei por Deus, e eles me serão por povo”.

O divórcio era por causa da dureza de coração (empedrado), o que já não é mais o nosso caso, devemos nos atentar para isso.
Preocupe-se com seu casamento e com o do seu próximo, valorize a instituição chamada FAMÍLIA, ore a Deus por essa causa, já comece falando com seus filhos sobre a importância deste assunto, pois é dentro de nossos lares que nós temos condições de sermos multiplicadores da palavra e dos ensinos do nosso Deus.

Enfim, acredito que para ser um Imitador de Deus, não estamos condicionados apenas em fazer algo para o nosso próprio bem, mas sim também para nosso próximo, se tomarmos como base a missão de Jesus, vemos que ele disse que não veio para ser servido, e sim para servir e dar a sua vida em resgate de muitos, Marcos 10 v 45. Seja um propagador da Palavra de Deus. Na parábola do semeador, notamos que, independente se a semente ia produzir frutos ou não, ela foi lançada em lugares diferentes. Observemos as palavras de Deus:

1ª Pedro 4 v 10“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus”. 

Habacuque 2 v 2: “Então, o SENHOR me respondeu e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa”.

Continue não se conformando com este mundo, persista em ser Imitador de Deus, reproduza o que ele produziu: um bom casamento, começando por você.  Eu tratei aqui sobre o divórcio, mas existem outras coisas que também não agradam ao Senhor, e que temos presenciado com certa regularidade, observe o que diz o Senhor Jesus: 

Marcos 7 vs 21/23: “Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem”.

Apocalipse 18 vs 2 e 4: “E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, e abrigo de todo espírito imundo, e refúgio de toda ave imunda e aborrecível, E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados e para que não incorras nas suas pragas”.

Termino essas linhas, com o belíssimo e inquebrável pilar lançado pelo sábio arquiteto, Paulo, comparando nosso casamento com o casamento espiritual de Jesus e a sua igreja, que somos nós! 

Epistola aos Efésios capítulo 5 vs 22/33: “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.   De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,  para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes, a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; porque somos membros do seu corpo. Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. Assim também vós, cada um em particular ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido”.

Saúde e fiquem todos renovados no poder e no conhecimento de Deus.
Silvano Codogno 
06/08/2011
 

Publicações