Foto da noticia

A História de Abraão

17 de Fevereiro de 2008
silvanocosta2010@gmail.com
Silvano Sá da Costa   


www.sadoutrina.org -Biblioteca Digital - Trabalhos

O Senhor Deus prometeu uma grande descendência a Abrão, dizendo para que saísse da terra onde habitava e da sua parentela, pois lhe mostraria um outro lugar para habitar, dizendo que lhe abençoaria e engrandeceria o teu nome.

Saiu Abrão com sua esposa Sarai, juntamente com Ló, seu sobrinho, e toda a sua fazenda que haviam adquirido e toda a sua família que estavam com eles em Harã e foram à terra de Canaã. E passou Abrão por aquela terra até ao lugar de Siquém, até ao carvalho de Moré; e estavam então os cananeus na terra. Nesse lugar, apareceu-lhe o Senhor e disse: À tua semente darei esta terra. E ali Abrão edificou um altar e moveu-se dali para a montanha à banda do Oriente de Betel e armou a sua tenda, edificando ali um altar para invocar ao Senhor.

E dali Abrão caminhou para a banda do Sul. E havia fome naquela terra e desceu Abrão ao Egito para peregrinar ali, porquanto a fome era grande e aconteceu que, chegando ele para entrar no Egito, disse a Sarai para que quando os egípcios a vissem e a interrogassem, que respondesse que era a tua irmã, para evitar que os egípcios o matassem se soubessem que Sarai era a tua esposa (na realidade, Sarai era irmã de Abrão, uma vez que eram filhos do mesmo pai, ou seja, de Terá).  
 
E entrando Abrão no Egito, os príncipes daquela localidade viram a sua esposa e gabaram-na diante de Faraó e foi a mulher tomada para a casa do rei. Por causa disso, o Senhor feriu Faraó com grandes pragas e este descobrindo a verdade, deu ordens aos seus varões para que os despedissem em paz.
.
Abrão saiu do Egito para a banda do Sul, juntamente com Sarai e Ló, seu sobrinho, com muito gado, prata e ouro que haviam recebido no Egito e fizeram as suas jornadas do Sul até Betel, até ao lugar onde ao princípio estivera a sua tenda, entre Betel e Ai e ali Abrão invocou o nome do Senhor. Houve contenda entre os pastores de gado de Abrão com os pastores de gado de Ló, uma vez que a fazenda era muita, de maneira que não podiam habitar juntos e para que não continuassem dessa maneira, apartaram-se na terra.
.
Depois disso, após haver uma guerra entre reis, foram tomadas as fazendas de Ló, que nessa época habitava em Sodoma e o levaram cativo. E vindo um que escapara do cativeiro, contou a Abrão o fato acontecido. Ouvindo Abrão que Ló estava cativo, armou os seus criados, nascidos em sua casa, num total de trezentos e dezoito, e perseguiram os seus inimigos até Dã, Hoba e Damasco e tornou a trazer Ló e toda a sua fazenda, juntamente com o povo que com ele estava.
 
Depois destes acontecimentos, veio a palavra do Senhor a Abrão. E prometeu-lhe uma grande geração, assemelhando-a como as estrelas do céu, que não se podiam contar-lhes.
 
Sarai, mulher de Abrão, não lhe gerava filhos e ele tinha uma serva egípcia, por nome de Hagar, a qual deu-lhe por mulher, a qual ficou grávida. E achando que havia sido menosprezada por Abrão, afligiu Hagar, que fugiu para o deserto. E chegando junto a uma fonte de água, no caminho de Sur, um anjo apareceu a Hagar e orientou-lhe que voltasse à sua senhora e se humilhasse.
.
Disse-lhe ainda o anjo que a sua semente seria multiplicada, que não seria contada, pois seria numerosa e o filho que lhe nasceria seria chamado Ismael e seria um homem bravo e a sua mão seria contra todos. E aquele poço foi chamado de Laai-Roi, situado entre Cades e Berede. E era Abrão da idade de oitenta anos quando Ismael nasceu.
 
Quando Abrão estava com a idade de noventa e nove anos, o Senhor lhe apareceu, dizendo que lhe abençoaria e lhe daria a terra de Canaã por herança à sua geração, estabelecendo com ele um concerto: que todo o macho nascido fosse circuncidado. E mudou o seu nome para Abraão e o nome da sua esposa para Sara.
.
E Abraão foi circuncidado com a idade de noventa e nove anos e Ismael com treze anos e todos os homens da casa foram circuncidados com eles. Depois disso, apareceram a Abraão e Sara três anjos do Senhor, confirmando o nascimento de um filho no ventre de Sara.
 
A Destruição de Sodoma e Gomorra 
Em razão da transgressão do povo que morava em Sodoma e Gomorra ter multiplicado, Deus anunciou a Abraão a intenção de destruir essas duas cidades. E vieram dois anjos a Sodoma à tarde na casa de Ló, o qual, vendo-os, levantou-se e foi ao encontro deles, inclinando-se com o rosto à terra. E os anjos entraram na casa de Ló e ali passaram a noite.
.
E ao amanhecer, os anjos orientaram Ló para que saísse com sua família, pois Deus destruiria aquela cidade. E saindo eles da cidade, quando chegaram em Zoar, ao sair do sol, o Senhor fez chover enxofre e fogo dos céus sobre Sodoma e Gomorra e a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal. E Ló saiu de Zoar e foi habitar com suas duas filhas numa caverna. E as filhas de Ló conceberam filhos, os quais se chamaram Moabe e Benami. Estes foram os pais dos moabitas e dos amonitas. 
.
Partiu Abraão para a terra do sul, habitando entre Cades e Sur, peregrinando em Gerar. E Abimeleque, rei dessa cidade, tomou Sara para si, causando-lhe as mesmas coisas que ocorreu a Faraó. Dessa forma, Abimeleque chamou a todos os seus servos e deu a Abraão ovelhas, vacas, servos, servas e mil moedas de prata, restituindo-lhe sua esposa. 
.
Depois disso, Sara concebeu a um filho e chamou o seu nome Isaque, que foi circuncidado no oitavo dia, conforme a ordenança de Deus. E quando Isaque foi desmamado, Abraão fez um grande banquete. Nesse dia, Sara viu que Ismael zombava e disse a Abraão que o filho de Hagar não herdaria junto com Isaque. Então Abraão se levantou de madrugada e tomou pão e um odre de água e os deu a Hagar, pondo-os sobre o seu ombro, a qual sai errante no deserto de Berseba, junto com seu filho.
.
E consumida a água do odre, colocou Ismael debaixo de uma das árvores e saiu, assentando-se em frente a uma distância de um tiro de arco, temendo ver a morte do menino. E levantando sua voz, chorou. E Deus ouviu a voz do menino e o anjo do Senhor bradou a Hagar e lhe confortou, mostrando-lhe um poço de água. E dele Hagar encheu o odre de água e beberam, ela e seu filho. E Deus estava com o moço e este cresceu e habitou no deserto de Parã e foi flecheiro. E Hagar tomou-lhe mulher da terra do Egito. 
.
Após Abraão ter feito concerto com Abimeleque, rei de Gerar, Deus lhe provou a fé, pedindo-lhe que apresentasse o seu filho Isaque em holocausto. E levantando-se de madrugada, albardou o seu jumento e tomou consigo dois de seus moços e fendeu lenha para o holocausto, indo depois para o lugar que Deus lhe dissera. Ao terceiro dia, levantou os seus olhos e viu o lugar de longe e dali seguiu sozinho com Isaque.
.
Lá, Deus enviou o seu anjo, confirmando o concerto que fizera anteriormente, mostrando-lhe um carneiro, o qual foi ofertado em holocausto no lugar de Isaque. E voltando Abraão e Isaque, tornaram aos seus moços e juntos foram para Berseba, onde habitavam. Sara, esposa de Abraão, faleceu com cento e vinte e sete anos. Foi sepultada no campo de Macpela, em frente de Manre, que é Hebrom, na terra de Canaã, o qual comprou de Efrom, filho de Zoar, pelo preço de quatrocentos siclos de prata. 
.
Depois disto, Abraão pediu a Eliézer, seu servo, que tinha o governo de tudo o que possuía, que fosse buscar uma mulher para o seu filho Isaque. E Eliézer partiu para a Mesopotâmia, cidade de Naor, irmão de Abraão, e lá encontrou Rebeca, filha de Betuel, e a trouxe a Isaque, que a tomou por mulher.
.
E Abraão tomou outra mulher, por nome de Quetura, e com ela gerou filhos. E Abraão morreu em boa velhice e farto de dias (com cento e setenta e cinco anos) e foi congregado ao seu povo, sendo sepultado por seus filhos Isaque e Ismael, no mesmo local onde estava sepultada a sua mulher Sara.
.
E Isaque habitou junto ao poço Laai-Roi (local onde um anjo apareceu a Hagar). 

Publicações