Os três irmãos

31 de Julho de 2016


Escrito por PAPE_JSD - Entrevista com Eliana Lucas   
04-Oct-2008

O PAPE INFORMA Boletim Informativo das Atividades do Programa PAPE_JSD – nº. 07 - Setembro de 2006.
MENSAGEM DA COORDENAÇÃO
Por José Fatuch Jr
 
Logo estaremos reunidos novamente, se DEUS quiser, no dia 08 de outubro, a partir das 14 horas, para mais um encontro do programa PAPE_JSD.

Desta vez poderemos vivenciar uma experiência diferente: boa parte de nossos participantes estarão envolvidos com apresentações a respeito do Oriente Médio e dos países que compõem essa fantástica região, cujos acontecimentos costumam ser manchetes dos nossos principais jornais e revistas, além dos noticiários de rádio, TV e Internet.

Cada um dos principais países do Oriente Médio será analisado, sob vários aspectos, por duplas de membros do PAPE, que se revezarão nas explicações. Depois, trataremos, de forma abrangente, de temas como Geografia, História, Economia, Política, Cultura e Religião, sempre com foco naquela importante região do planeta, onde ocorreram os primórdios da civilização.

Falaremos, por exemplo, da sua relação cultural, política e religiosa com todo o mundo, em especial com países como Brasil, Estados Unidos, França, Inglaterra e Rússia, entre outros.

Não percam essa oportunidade de saber mais sobre aquele que foi o berço das grandes religiões monoteístas da humanidade, todas elas considerando a Abrãao como seu Patriarca, a saber:  O Cristianismo, o Islamismo e o Judaísmo.
Até lá, se DEUS quiser.
 
 CURIOSIDADE
Por Júlia Fatuch
 
Você sabe o que vão fazer os candidatos que forem eleitos?
 
Em 1º de outubro de 2006, terá lugar a disputa para os cargos de presidente da República, governadores de Estado, senadores, deputados federais e estaduais.

Porém, vamos deixar de lado os fatos e pensar a eleição pelo seu aspecto institucional. Você, por acaso, sabe quais são as atribuições básicas de cada um dos cargos que estão sendo pleiteados pelos candidatos? Não? Então vale a pena apresentá-las.         
                                                                                   
Para começar, o presidente da República. Ele é o chefe de Estado e do Governo brasileiro. Nos regimes parlamentaristas, o chefe de Estado, isto é, aquele que representa a nação, pode ser um presidente, um rei, rainha ou imperador. Já quem efetivamente cuida dos negócios do governo é o primeiro-ministro. Num regime presidencialista como o nosso, o presidente assume os dois papéis. Nessas funções, o ocupante da Presidência, auxiliado por seu ministério, cuida da defesa e da infra-estrutura nacional e das relações com outros países, também define as regras de comércio exterior e quanto o país deve poupar para pagar as suas dívidas. Finalmente, ele aprova as leis formuladas no Congresso.

O poder Legislativo, por sua vez, é constituído pelo Congresso nacional, que se divide em duas casas, ou repartições, por assim dizer: o Senado e a Câmara dos Deputados. Os senadores representam os interesses dos Estados pelos quais foram eleitos. Entre suas principais atribuições estão debater e aprovar os projetos que passaram pelos deputados federais.

Também lhes cabe fiscalizar as ações do presidente da República, aprovar a nomeação dos ministros do Supremo Tribunal Federal, bem como os acordos internacionais que vão vigorar no território nacional. Ainda é de sua responsabilidade autorizar empréstimos externos tomados por governos estaduais e municipais.

Finalmente, se a Câmara dos Deputados aprovar um processo de impeachment contra o presidente da República, por crime de responsabilidade, são os senadores que vão julgá-lo.     

Quanto aos deputados federais, são eles que fazem, debatem e aprovam as leis nacionais, bem como aprovam emendas à Constituição federal. Eles também aprovam o orçamento anual da União proposto pelo poder Executivo.

A Câmara fiscaliza as contas e os atos do presidente, do vice e dos ministros, podendo convocá-los a se explicar e abrir Comissões Parlamentares de Inquérito, as CPIs, que se tornam cada vez mais comuns no dia-a-dia da vida política nacional.

O Brasil é uma República Federativa. Isso significa que o país é a reunião de vários Estados num só. No entanto, cada um deles conta com uma autonomia interna, um governo próprio e suas próprias Constituições. Nesse sentido, pode-se estabelecer um paralelo entre as funções do presidente da República e do governador de Estado, assim como as dos deputados federais e estaduais.
 
(fonte: artigo de A. C. Olivieri para UOL).
  
ESPAÇO PROFISSÃO
Por Sidney Mendes
 
O Tempo Não Pára
 
Pessoal, já estamos chegando no mês de outubro. O ano está quase terminando, só faltam 3 meses não é mesmo?

Você se lembra de como foi o seu primeiro dia desse ano? Você estava motivado(a)? Estava com muitas esperanças e com muitos planos para esse ano? E aí, será que todas aquelas promessas, aquelas metas, aqueles objetivos  para esse ano foram alcançados?
Bom, se você respondeu que sim, ou acha que vai conseguir tudo dentro dos próximos 3 meses, meus parabéns!  

Agora, se você balançou a cabeça e acha que esses planos irão ficar para o próximo ano, acho que você deve parar um pouco para refletir, buscar no seu íntimo aquela tão falada “força interior”, e partir para uma virada de mesa em sua vida! Gostaria de lembrar a todos vocês um dos conselhos de Bill Gates que o Carlinhos divulgou numa das edições desse jornal: “O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele,  antes de ele (o mundo) sentir-se bem contigo”.

Sabem o que isso significa? Significa que a maioria absoluta das pessoas nesse mundo têm uma tendência natural de pensar que em determinada hora, o mundo inteiro baterá em sua porta. As pessoas de uma maneira geral acreditam que as oportunidades virão até elas, que as coisas acontecerão de repente e num estalar de dedos tudo se resolverá. Olha, eu lhes digo que isso é uma utopia. Se você tem um determinado talento, você deve informar esse seu talento ao mundo. Seu talento pode ser enorme, seu potencial pode ser excelente, mas talento e potencial não apresentados ao mundo de nada valerão, pois as pessoas somente virão ao seu encontro e lhe darão    o devido valor somente quando souberem do seu valor e do seu potencial.

Não se esqueçam da parábola bíblica dos talentos. Vocês lembram do que aconteceu com o homem que enterrou o seu talento? Tanto na vida espiritual, como na vida material, de maneira nenhuma podemos enterrar nossos talentos. O destino é cruel com aqueles que agem dessa maneira.

E para reforçar, lembro que o tempo é uma linha contínua. O tempo que passa nunca volta.   Toda segunda-feira, não é segunda – feira “de novo”.  É  outra  segunda-feira, inédita e única, que nunca mais voltará a existir. Como já dizia um físico famoso:  “ O pêndulo do relógio não vai e volta como pensamos. Ele só tem um movimento: ele vai, e.... vai!” 
Espero que todos façam uma reflexão sobre isso!
 
 Empreendedor x Empregado
Qual é o caminho profissional mais fácil para um membro da Sã Doutrina trabalhar e ter uma conciliação adequada com os mandamentos de Deus, principalmente a guarda do sábado? Esta é uma pergunta de difícil resposta e, como eu já disse em algumas reuniões do PAPE, no nosso dia-a-dia temos inúmeras respostas adequadas e também inúmeras respostas inadequadas para vários questionamentos de nossas vidas, seja de ordem profissional ou não. Ou seja, não existe uma resposta definitiva e correta, o que existe são vantagens e desvantagens tanto para um lado como para o outro lado.

Vamos analisar alguns pontos. É verdade que como empreendedor,  você tem a liberdade de não trabalhar no sábado. Porém, todos os seus concorrentes irão trabalhar no sábado, o que não deixa de ser uma desvantagem para você. Além do mais, um empregado, tem um pacote de leis e benefícios que o amparam. Se o empregado trabalhar em uma grande empresa, esses benefícios podem ser bem atrativos, como por exemplo: convênio médico e planos previdenciários.

Já o empreendedor tem uma liberdade extraordinária em sua vida e, se for disciplinado, poderá fazer muitas atividades úteis que um empregado não consegue fazer, pois o empregado fica submisso ao patrão.

Com relação aos ganhos (salário), um empregado recebe seu salário regularmente, o que lhe permite programar sua vida dentro de um certo padrão. Já o empreendedor poderá em um mês, ter um rendimento altíssimo e no outro um rendimento ruim.

Existem muitos outros aspectos que poderiam ser analisados, porém não temos espaço para citá-los. O que posso dizer é que, a definição de uma carreira profissional, está muito mais ligada a vocação de uma pessoa. Tendo vocação, você encontrará com certeza, os meios de conciliar aquilo que você gosta com seus princípios religiosos. Porém, caso queiram uma opinião sobre qual o melhor caminho, eu costumo dizer o seguinte: ter um excelente negócio, é melhor do que ter um emprego medíocre. Porém, um excelente emprego numa grande empresa é melhor do que ter um negócio medíocre.

Agora, com relação a conciliação da carreira profissional com a guarda do sábado, tanto para o empreendedor como para o empregado, isso é assunto para discutirmos nas reuniões do PAPE, pois não existe espaço suficiente nesse jornal para falarmos sobre todos os aspectos que envolvem essa delicada situação. Portanto, aguardo a todos em nossas reuniões do PAPE, onde poderemos discutir sobre isso!
  
ESPAÇO EDUCAÇÃO
Por José Carlos Edwiges
 
Os Três Irmãos
 
Alguns anos atrás, 3 irmãos deixaram a quinta onde tinham crescido para ir para a vila. Os 3 foram empregados na mesma empresa, com o mesmo salário.

Três anos depois, João ganhava R$ 1.000,00 por mês, Paulo R$ 2.000,00 e Joaquim R$ 4.000,00. O pai deles, quando soube que não ganhavam a mesma coisa, foi ter com o empresário para que este justificasse a razão pela qual havia diferenças de salários.

Este lhe disse: "Não tenho nada a dizer-lhe, mas passo a explicar".

O patrão pede ao João para ir ao seu escritório e diz-lhe:

"João, ouvi dizer que uns importadores do Oriente mandaram vir um avião cheio de mercadoria japonesa. Pode ir ao aeroporto e fazer um inventário da mercadoria?"

Horas mais tarde o João regressa ao escritório e diz ao Patrão:

"O avião vem carregado de 1.000 rolos de seda, telefonei a um membro da equipe e este me forneceu os elementos."
O patrão chama depois  Paulo, o irmão que ganha R$ 2.000,00 por mês e pede-lhe a mesma coisa.

Uma hora mais tarde, Paulo chega ao escritório com uma descrição do carregamento: 1.000 rolos de seda, 500 leitores mp3 e 1.000 canas de bambu pintadas à mão.

Então, o patrão chama o Joaquim e pede-lhe a mesma coisa que aos irmãos.
O Joaquim chega ao escritório já depois da saída do pessoal e explica ao patrão:

“A carga do avião é: 1.000 rolos de seda e eles queriam R$ 60,00 por cada rolo. Então, fiz uma proposta de compra válida por 2 dias sobre todos os rolos.
Mandei em seguida um e-mail a um dos nossos clientes e ofereci os rolos por R$ 75,00 cada. Ele deve confirmar a compra amanhã.
Também havia 500 leitores mp3, telefonei a um cliente e os vendi logo com R$ 8,00 de margem de lucro sobre cada um, o transporte é por conta do cliente.

E para acabar, havia 1.000 canas de bambu pintadas à mão, mas a qualidade era péssima, por isso não negociei.”
Quando o Joaquim saiu do escritório o patrão riu e disse:
"Então viu? O João não faz o que lhe peço, o Paulo só faz o que peço, mas o Joaquim faz tudo sem eu pedir nada."
 
Meu amigo leitor, acredito que você se identificou com algum de nossos personagens. Veja que o crescimento deles, e podemos constatar isso observando o salário, não teve ligação direta com a sorte, mas sim, com a dedicação que cada um deu a sua função.

Em casa, na escola, no trabalho, na igreja, na rua, no ônibus, tem sempre alguém nos observando e emitindo opiniões sobre nossas atitudes, por isso é importante procurar sempre fazer bem feito. Não podemos esquecer que as conseqüências das nossas ações é nossa responsabilidade e aquela história de que vamos colher o que plantamos é corretíssima.

Particularmente, eu gostei mais da postura do Joaquim. E você? De qual personagem você gostou mais? Você achou justo que o salário deles fosse diferente? É isso!
  
Sugestões para fazer provas/testes:
- Revise regularmente a matéria. Não deixe para a última hora.
- Faça resumos.
- Ensine o que você aprendeu para alguém. Se você conseguir ensinar, é sinal que você aprendeu.
- Organize seu horário de estudo. Reserve mais tempo para aquilo que você precisa estudar mais. Faça pausas freqüentes.
  
ENTREVISTA DO MÊS
 
Nossa entrevista de setembro é com a irmã Eliana Lucas Cardoso Lopes, casada com o nosso irmão João Celestino Lopes e mãe da pequena Yasmin, que no mês de outubro fará 2 anos. Todos são muito conhecidos na Congregação do Jardim São Cristóvão, pois marcam presença na maior parte dos eventos religiosos. Desculpem-nos pelo tamanho das letras, mas não poderíamos sacrificar o conteúdo, não é mesmo ? Vamos às perguntas:
 
PAPE: Em primeiro lugar, queremos saber sobre sua formação. Como começou, onde estudou e que curso superior concluiu ?
ELIANA.: Iniciei meus estudos em 1985, em um colégio estadual próximo a minha casa. Lá conclui o ensino fundamental e em seguida fui transferida para outro colégio, desta vez municipal e um pouco mais distante de casa, onde conclui o ensino médio. Após um ano de “descanso” e preparo pré-vestibular ingressei na universidade. Atualmente e com a graça de Deus sou formada em Administração de Empresas pela PUC-Campinas.
 
PAPE: Em relação aos estudos, pretende parar por aí?
ELIANA.: Não. No próximo ano, se Deus assim permitir, iniciarei minha pós-graduação em Marketing de Serviços, uma vez que o mundo globalizado e mutante de hoje não nos permite parar de estudar, pois se pretendemos continuar no mercado de trabalho é necessário estarmos sempre buscando novos conhecimentos e aprimorando outros mais. Atualmente faço aulas de Inglês duas vezes por semana, objetivando além da realização pessoal, obter a fluência em um segundo idioma, uma outra exigência do mercado de trabalho, em especial nas grandes empresas.
 
PAPE: Onde você trabalha atualmente  e qual cargo ocupa na empresa ?
ELIANA: Há sete anos trabalho na Kärcher Ind e Com Ltda, uma multinacional alemã com mais de 160 filiais espalhadas pelo mundo todo. A empresa é líder de mercado mundial em sistemas de limpeza, oferecendo equipamentos para uso residencial e profissional, fabricando desde aspiradores de pó e água, lavadoras de alta pressão, limpadoras e varredeiras de piso e muitos outros equipamentos voltados para limpeza. Atualmente sou responsável pelas equipes de Televendas e SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) na Kärcher – Brasil.
 
PAPE:Enfrentou obstáculos, na vida pessoal ou profissional, para chegar onde se encontra? Como fez para superá-los?
ELIANA: Com certeza, os obstáculos foram muitos, mas as pessoas que estiveram ao meu redor me ajudaram e ajudam até hoje, que são Deus, meus pais e agora o João com nossa filhinha, muitas vezes abrindo mão de suas necessidades e vontades para me proporcionarem a oportunidade de estar me aprofundando em meus estudos, pois nesses anos todos muitas foram as vezes que troquei o sofá de casa pelo banco escolar,  os passeios  com a família pela conclusão de trabalhos universitários, escolhi entre dormir ou jantar depois de chegar da aula, fui guarda mirim, estagiária e funcionária pública depois de prestar concurso para um daqueles cargos temporários, li alguns livros, participei de vários treinamentos em atendimento, negociação  e liderança,  isso sem contar as vezes que dei todo meu salário de estagiária para pagar a mensalidade da faculdade, enfim, muitos foram os obstáculos que transpassei em minha caminhada para chegar até aqui, mas agradeço a Deus por este privilégio e se ELE me permitir continuarei caminhando.
 
PAPE: Quais as suas orientações para aqueles que pretendem ingressar no mercado de trabalho? Algum conselho em especial para as mulheres?
ELIANA.: Preparem-se o mais que puderem, estudem e sejam fortes suficientes para ouvir não e sim em sua carreira profissional, pois nem sempre as coisas acontecem da forma como sonhamos e nem no tempo em que esperamos. Extraiam o máximo de conhecimento das fontes que lhe são possíveis, pois o conhecimento é uma das poucas coisas que ninguém poderá lhe tirar. Não importa qual sua função ou a atividade que executa, seja honesto, ético e não queira ser mais ou menos bom no que faz, porque assim existem muitos por aí, busque ser o melhor naquilo que você faz.  Às nossas jovens em especial, eu gostaria de dizer que não é fácil, mas também não é impossível, o primeiro passo é acreditar em você e querer fazer, apegue-se às pessoas e coisas que te dão ânimo  e força, assim a caminhada será mais prazerosa e acreditem: Todos, somos capazes!
 
PAPE: Sabemos de sua dedicação à vida religiosa. De que atividades participa ou já participou na Sã Doutrina?
ELIANA: Graças a Deus, juntamente com minha família somos ativos na igreja, participamos da Reunião de Jovens e das Moças.  Deus já me permitiu participar algumas vezes da diretoria da Reunião das Moças, iniciando como colaboradora, depois secretária e mais tarde presidente. Atualmente faço parte da diretoria da Reunião das Moças. Desde que iniciei no Ministério do JD. São Cristóvão, muito me desenvolvi espiritualmente, pude participar elaborando, palestrando e apresentando inúmeros trabalhos maravilhosos, inclusive de encontros nacionais.
 
PAPE: Como faz para exercer todas as suas atividades (religião, família e o trabalho fora) sem confrontá-las?
ELIANA.: Devo tudo isso inicialmente a meus pais que me auxiliaram quando solteira e agora ao meu querido esposo João, que me ajuda com tudo que preciso, auxiliando-me no dia-a-dia, no trato com nossa filha e sendo bastante compreensivo. Se hoje tenho condições de realizar todos esses “feitos” mesmo estando casada, sendo mãe de família, tendo também uma dupla jornada, enfim, devo muito ao meu esposo e nossa filha. Eu os amo muito e gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecê-los por toda felicidade que me proporcionam e lhes mandar um grande BEIJO.
 
PAPE: Que mensagem você quer deixar para os participantes do programa PAPE_JSD?
ELIANA: Existe uma frase no livro – “Paixão por Vencer” de Jack Welch, um renomado guru no mundo dos negócios, que diz o seguinte: “As pessoas capazes nunca acham que já estão jogando o melhor possível. Mas dão o máximo de si para chegar lá”. Essa é a mensagem que eu gostaria de deixar para vocês, busquem sempre mais no que diz respeito ao conhecimento, estejam abertos a mudanças sabendo extrair delas o que há de melhor e acima de tudo: Queiram chegar lá!. E não se esqueçam do imprescindível, coloquem Deus a frente de tudo, pois “O homem pode fazer planos, mas o Senhor lhe dirige os passos”  . Que Deus os abençoe!
 
  Atualizado em ( 09-Nov-2008 )