Especial Lutero

31 de Julho de 2016


Escrito por PAPE_JSD - Especial Lutero   
11-Oct-2008
O PAPE INFORMA Boletim Informativo das Atividades do Programa PAPE_JSD – nº. 14 - Outubro e novembro de 2007.
 
Mensagem da Coordenação
Por José Fatuch Jr.
 
   Em mais uma reunião do PAPE, realizada em 23 de setembro, tivemos a oportunidade de tratar de um assunto de grande importância para a história e o desenvolvimento das Religiões Cristãs conhecidas por Protestantes ou Evangélicas, como são mais lembradas ultimamente.

   O tema foi a vida e a obra de Martinho Lutero, o teólogo Alemão que decidiu contestar alguns procedimentos considerados abusivos da parte de líderes clericais da época, como a venda de indulgências e o uso indiscriminado de imagens e objetos religiosos.

   Lutero não tinha a intenção de romper com a Igreja, queria apenas combater aquilo que julgava em desacordo com a doutrina Cristã, mas ao publicar várias obras e conceder participação ativa aos fiéis deu origem a um movimento que acabou se espalhando pela Europa.

   A Alemanha não era unificada por ocasião da ação dos reformistas, sendo composta por várias províncias submetidas a um Imperador e governadas por príncipes. Um deles, Frederico da Saxônia, foi decisivo em sua proteção a Lutero, inclusive durante a elaboração do Novo Testamento em Alemão, um grande prodígio para a época.

   A Reforma Protestante pode ser conceituada, então, como um grande movimento religioso que rompeu com a submissão a Roma, dando origem a novas denominações como o próprio Luteranismo, o Calvinismo (em países de língua francesa, por João Calvino) e o Anglicanismo na Inglaterra.

   Na reunião do PAPE os assuntos foram expostos pelo RAFAEL TARGINO e pelo JONATHAN RICARDO REAL DE OLIVEIRA, que inclusive produzem artigos a respeito nas próximas páginas. Depois dos jovens a coordenação também manifestou-se e em seguida todos os presentes puderam assistir ao filme LUTERO, que apresentou de forma bastante envolvente a sua trajetória do teólogo.

   Na última página deste Jornal trazemos uma entrevista com nossos coordenadores CARLINHOS E SIDNEY, sobre o mesmo tema.
   Até a próxima, se DEUS quiser.
 
 ESCREVENDO CERTO
 
Conjugando Certo:
Se você vir ou se você ver?
Normalmente, as pessoas costumam confundir a conjugação de dois verbos de significados bem diferentes: “vir” e “ver”. Quando conjugamos estes verbos no presente do indicativo, a conjugação é muito simples:
   Vir => Eu venho
Ver => Eu vejo

Entretanto, a confusão ocorre quando os verbos são conjugados no futuro do subjuntivo:
Vir => Se você vir para Campinas, faça uma visita para nós. (ERRADO!)
Ver => Se você ver sua amiga, diga a verdade. (ERRADO!)
As conjugações corretas dos verbos destacados são:
Vir => Se você vier para Campinas, faça uma visita para nós. (CERTO!)
Ver => Se você vir sua amiga, diga a verdade. (CERTO!)
O mesmo vale para o verbo “intervir”:

Ele interviu no debate. (ERRADO!)
Ele interveio no debate. (CERTO!)
 
Estas conjugações sempre são cobradas em concursos e vestibulares, por isso vale a pena estudar.
Lembre-se: “Português fluente” é imprescindível!
  
ESPECIAL LUTERO
Por Rafael Targino
 
Ø         NOME: MARTINHO LUTERO
Ø         EM ALEMÃO: MARTIN LUTHER OU MARTIN LUDER
Ø         TEÓLOGO ALEMÃO
Ø         CONSIDERADO O PAI DA REFORMA PROTESTANTE

A Reforma Protestante foi um movimento que começou no século XVI com uma série de tentativas de reformar a Igreja Católica Romana e levou ao estabelecimento do Protestantismo. Esse movimento resultou na divisão da Igreja do Ocidente entre os "católicos romanos" de um lado e os "reformados" ou "protestantes" de outro.

Ø         FILHO DE HANS LUTHER E MARGARETH LINDEMANN
Ø         NASCIDO EM 1483 E MORTO EM 1546 (63 ANOS)
Ø         O DESEJO DO SEU PAI ERA QUE O FILHO SE TORNASSE FUNCIONÁRIO PÚBLICO PARA MELHORAR AS CONDIÇÕES DA FAMÍLIA.
Ø         EM 1501 COM 17 ANOS, INGRESSOU NA UNIVERSIDADE.
Ø         EM 1502 GRADUOU-SE COMO BACHAREL.
Ø         EM 1505 CONCLUIU O MESTRADO, SENDO O SEGUNDO COLOCADO ENTRE 17 CANDIDATOS.
Ø         EM 1505 INSCREVEU-SE NA ESCOLA DE DIREITO PARA ATENDER OS DESEJOS DE SEUS PAIS.
Ø         TUDO MUDOU QUANDO FOI ATINGIDO POR UMA TEMPESTADE NO CAMINHO PARA CASA.   LUTERO FICOU TÃO ATEMORIZADO QUE CLAMOU: “AJUDA-ME SANT’ANA! E EU ME TORNAREI UM MONGE!”
Ø         17/07/1505 TENDO SOBREVIVIDO AOS RAIOS, ENTROU PARA A ORDEM DOS AGOSTINIANOS, CUMPRINDO A PROMESSA FEITA A SANT’ANA.
Ø         1507 FOI ORDENADO SACERDOTE.
Ø         1508 COMEÇOU LECIONAR TEOLOGIA NA UNIVERSIDADE.
Ø         19/03/1508 RECEBEU SEU BACHARELADO EM ESTUDOS BIBLICOS.
Ø         1510 VISITA ROMA E RETORNA MUITO DECEPCIONADO.
Ø         19/10/1512 GRADUOU-SE EM DOUTOR EM TEOLOGIA.
Ø         21/10/1512 RECEBIDO NO SENADO DA FACULDADE TEOLÓGICA COM O TÍTULO DE DOUTOR EM BÍBLIA.
Ø         1515 NOMEADO VIGARIO DE SUA ORDEM, TENDO SOB SUA ORDEM 11 MONASTÉRIOS.
Ø         ESTUDOU GREGO E HEBRAICO PARA ENTENDER O SIGNIFICADO DAS PALAVRAS QUE DEPOIS LHE SERVIRIAM PARA TRADUZIR A BÍBLIA.
Ø         1516 E 1517 PROFERIU TRÊS SERMÕES CONTRA AS INDULGÊNCIAS.
Ø         INDULGÊNCIAS É O PERDÃO OU ABSOLVIÇÃO DOS PECADOS, SENDO QUE NAQUELE TEMPO AS PESSOAS ESTAVAM COMPRANDO ESTE DIREITO. LUTERO CONSIDEROU ISSO COMO UM  ABUSO QUE PODERIA CONFUNDIR AS PESSOAS. ALGUNS LÍDERES DA ÉPOCA ALÉM DE LUTERO: JOHN HUSS (1370-1415) E JOÃO CALVINO (1509-1564)
 
ESPECIAL LUTERO                     
Por Jonathan Ricardo R. de Oliveira
 
As teses de Lutero

    Inspirado por vários motivos, particularmente pela venda de indulgências, na noite do dia 31 de outubro de 1517, Lutero afixou na porta da igreja de Wittenbery, sua teses acadêmicas, intituladas “sobre o poder da indulgências”. Seu argumento era de que as indulgências só faziam sentido como livramento das penas temporais imposta pelos padres aos fiéis.

Mas Lutero opunha-se a idéia de que a compra das indulgências ou a alteração das mesmas, de qualquer outra maneira, fosse capaz de impedir Deus de aplicar as punições temporais. Também dizia que elas nada têm a ver com os castigos do purgatório e afirmava que as penitências devem ser praticadas diariamente, por determinação sacerdotal.     

João Eck denunciou Lutero em Roma e muito contribuiu para que o mesmo fosse condenado e excluído da igreja romana. Silvestre Mazzolini, padre confessor do Papa concordou com o parecer condenatório de Eck dando apoio a este contra o monge agostiniano.    

Em 1518, Lutero escreveu “Resolutiones”, defendendo seus pontos de vista contra as indulgências, sendo que o livro não alterou o ponto de vista papal a respeito de Lutero.     

A 7 de agosto de 1518, Lutero foi convocado a Roma onde seria julgado como herege, mas apelou para o príncipe Frederico e seu julgamento foi realizado em território alemão entre 12 e 14 de outubro de 1518. Tendo rejeitado a autoridade Papal, abandonou a Igreja Romana, o que ficou confirmado num debate com João Eck, entre 4 e 8 de julho de 1519.    

A partir de então Lutero declara que a Igreja Romana necessita de reforma, publica vários escritos, dentre os quais se destaca “carta à nobreza cristã da nação alemã sobre a reforma do estado cristão”. Em sua obra “sobre o cativeiro babilônico da igreja” ele atacou os sacramento, o batismo e a ceia do senhor. Opunha-se à alegada repetição da morte sacrifical de Cristo, por ocasião da missa . Outro livro dele foi ”sobre a liberdade Cristã”, em que ele apresentou um estudo sobre a ética crista baseada no amor.   

Em 15 de julho de 1520, a igreja romana expediu uma carta que ameaçava Lutero de ser excomungado. Lutero queimou a carta em praça publica. Carlos V, imperador do santo império romano, mandou queimar os livros de Lutero em praça pública.    

Lutero compareceu a dieta de Worns, de 17 e 19 de abril de 1521 e dizem os historiadores que concluiu a sua defesa com estas palavras : “ aqui estou ; não posso fazer outra coisa. Que Deus me ajude. Amém”. Em 25 de maio de 1521, a Dieta formalizou a excomunhão de Martinho Lutero, e a reforma nascente também foi condenada.    

Lutero esteve recluso no castelo de Frederico, cerca de 10 meses. Trabalhando no Novo Testamento para língua alemã que foi publicada em 1532 finalmente. Essa tradução unificou os vários dialetos alemães, o que resultou no moderno alemão. E deu-se inicio à guerra dos aldeões em 1525, das classes pobres contra os seus líderes, na época a igreja romana.    

Fato notável foi o casamento de Lutero, com Catarina Von Bora, filha de família nobre ,ex-freira cisterciana. Tiveram seis filhos do quais alguns faleceram na infância. Este fato serviu para incentivar o casamento de padres e freiras que tinham preferido adotar a reforma, que foi o rompimento definitivo com a igreja romana.

Outras obras

Em 1528 e1529, Lutero publicou o pequeno e o grande catecismo , que se tornaram manuais doutrinários dos protestantes, nome dado àqueles que decidiram abandonar a igreja romana. Junto com outros produziu a confissão de Augsburg, que resumia a fé luterana em vinte e oito artigos.
 
Enfermidade e morte

Os últimos dias de Lutero tornaram-se difíceis devido a problemas de saúde. Com freqüência tinha acesso de melancolia profunda, mas apesar disso era capaz de trabalhar tenazmente. Em 18 de fevereiro de 1546 em Eislebem, teve um ataque do coração, vindo a falecer. Assim acabar a historia desse monge agostiniano.
 
Nota da coordenação: O Jonathan também apresentou um resumo das teses de Lutero, que por falta de espaço infelizmente não podemos publicar, mas o material se encontra à disposição dos interessados.
  
Entrevista do Mês: Nesta edição pedimos a opinião do Carlinhos e do Sidney, coordenadores do PAPE, sobre a apresentação do trabalho sobre LUTERO

Na opinião de vocês, qual a maior contribuição de Lutero às religiões Cristãs?
 
Carlinhos: Nós, seguidores da Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia, pertencemos à maior corrente religiosa do mundo: o Cristianismo, que ao lado do Islamismo (muçulmanos) e do Judaísmo,  são as principais tendências religiosas monoteístas (que acreditam em um só Deus). Mas, dentro do Cristianismo há uma diversidade enorme de igrejas.

No Brasil, por exemplo, há uma propagação grande de igrejas, principal-mente as chamadas evangélicas. Muitas não têm mais de 10 anos e algumas estão na faixa próxima de um século de história, como a nossa por exemplo. Estas igrejas, de forma direta ou indireta, contam com a influência do trabalho de Martinho Lutero, em cuja época era o catolicismo a religião oficial e influenciava o governo e o povo.

Havia muitas pessoas sérias e honestas que o seguiam com muita fé, dedicação e amor. Mas também havia aquelas que através da igreja se promoviam, visavam o dinheiro e o poder. Abusavam da fé de inocentes que,  por ignorância e falta de entendimento obedeciam cegamente aos dogmas da igreja, que chegava a vender (isso mesmo, vender) o direito de ir para o céu. Lutero foi aquele que protestou contra a forma que a igreja agia.

Ele tinha muita propriedade para fazer isso, afinal ele era de dentro da igreja, pois era religioso, tendo estudado muito as escrituras e também confrontou as principais autoridades da época. Por protestar contra a Igreja Católica, até hoje o termo Igreja Protestante tem sido usado para as igrejas evangélicas, apesar de hoje não  haver um protesto direto direto e público como houve naquela época. As pessoas não tinham acesso à leitura e Lutero, ao traduzir a Bíblia para a sua língua mãe, o alemão, pôde popularizá-la.
 
Sidney:  Na minha opinião, Martinho Lutero foi o nome mais importante do Cristianismo Moderno.  Foi por intermédio de suas idéias e principalmente pelas suas ações, que a igreja Cristã teve a maior e mais radical mudança de sua história.  Como todos vocês sabem, após a morte de Jesus Cristo, os seus apóstolos cumpriram o mandamento que ele deixou: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura”.  Apóstolo Pedro fixou residência em Roma (sede do poderoso Império Romano) e fundou a igreja de Cristo em Roma.

O número de Cristãos foi crescendo em Roma com a atuação de Pedro e após a sua morte Pedro os Cristãos de Roma elegeram um outro líder para ocupar o seu lugar, depois outro e assim sucessivamente, originando o papado. Para os católicos o papa é o sucessor de apóstolo Pedro. O problema é que no início de tudo, como os cristãos começaram a aumentar muito em número, o próprio imperador de Roma se converteu ao Cristianismo e declarou a igreja Cristã a oficial do Império Romano.  Só que o Imperador Romano adaptou a religião Cristã aos costumes dos Romanos, para ficar “mais fácil de seguir”.   

Sendo assim, eles mudaram a guarda do sábado para o domingo, entre outras coisas.   E o papa passou a ter forte ligação com o Imperador de Roma e todas as províncias do Império Romano também tinham nos seus  governantes ligação com os líderes da igreja que passou a ser conhecida como Igreja Católica Apostólica Romana.   

Com a queda do Império Romano em 470 DC, os reinos bárbaros (que conquistaram Roma)  se converteram ao Cristianismo e mantiveram a ligação dos governos com a igreja. Como a sede da igreja continuava em Roma, tudo na igreja católica era em latim (que era a língua oficial de Roma), as missas, os cultos, e até a bíblia só existia em latim e só os padres que estudavam latim é que liam a bíblia.

O povo não tinha acesso a leitura da bíblia e acreditavam cegamente naquilo que os Padres e a igreja católica Romana diziam. Martinho Lutero questionou tudo isso, pois ele achava que todo mundo tinha o direito de ler a bíblia e interpretar do seu jeito. Ele questionava a ligação da igreja com o estado e o poder e a luxúria que tinha a igreja daquele tempo.
 
2) O que vocês acharam do filme Lutero?  O tema foi útil para os participantes?
 
Carlinhos: Aprendi muito com nossa reunião sobre Lutero, com as apresentações e o filme, acreditando que a abertura que Lutero deu para a instituição das igrejas evangélicas e seu trabalho de tradução tenham sido grandes contribuições para nós. Vejo nele também um grande exemplo de homem a seguir, pois mesmo estando em grande perigo, até de morte, não cedeu, mantendo firme seus ideais, lutando com fervor, dedicação e sinceridade pelo que achava ser reto e justo, disposto a morrer para o benefício de todos.Acredito que todos que participaram puderam também entender melhor o fundamento das religiões.
 
Sidney: O Filme Lutero mostra claramente isso, de forma bem didática, como Lutero, com suas idéias, conseguiu mobilizar multidões de pessoas da Europa do século 14 a combater a hegemonia da igreja católica de Roma. Foi a partir daí que surgiram as novas igrejas Cristãs que gozavam independência do papa e de Roma, a saber:  a Presbiteriana, a Luterana, a Anglicana e depois a igreja Batista, os sabatistas, os adventistas, as assembléias de Cristãos e por que não dizer também a nossa Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia, que surgiu no início do século passado.

Atualizado em ( 23-Oct-2008 )