Foto da noticia

Temperança

02 de Agosto de 2016


Escrito por Edna Pereira de Souza Silva - Adamantina - SP   
18-Jul-2010
www.sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos

 - edrosenia@hotmail.com

Reflexão sobre a temperança que o Servo de Deus tem que ter. Como vemos em Jeremias, a principal mensagem levada ao povo de Judá, era o arrependimento, à volta ao primeiro amor.  Deus através do profeta conclamava o povo a obedecer a sua palavra.  
Isto é para nos vermos que Deus chama a atenção para o exemplo dos Recabitas. Segundo o Livro de Jeremias (cap. 35), os recabitas eram descendentes de Jonadabe, filho de Recabe, o queneu que ensinou seus parentes a se absterem de vinho, bem como não edificarem casas ou praticarem a agricultura.  
Com seu exemplo de obediência e temperança em meio ao caos que viviam, eram nômades, peregrinos, andavam de terra em terra, porém, sem se misturarem com os costumes locais.  
E nós como estamos vivendo em meio a globalização, aos costumes mundanos? Estamos fazendo como os Recabitas conservando a Sã Doutrina, os ensinamentos que nos deixaram nossos pais na fé, ou isso já não importa? 
Pensemos nisso para que possamos manter os bons costumes que a palavra que Deus nos ensina. 
Temperança em relação aos atração dos prazeres da carne. Temos que ter domínio sobre nossas vontades carnais, para que mais tarde não nos arrependamos, porque sabemos que os pecados mortais  é condenação para o espírito.  
Lembrando que o apóstolo Paulo em sua carta aos gálatas, fala sobre as obras da carne e os frutos do Espírito. Tudo o que fizermos na carne será cobrado espiritualmente quando deixarmos deste mundo terrestre.  
Para sermos um bom Cristão tem que haver temperança sobre a carne, pois a Igreja de Cristo sempre primou pela temperança. 
Conscientizar-nos de que a Igreja de Cristo deve ter um forte compromisso com a temperança e com a excelência moral tanto de seus membros quanto dos que a cercam.  
Paulo exorta aos cristãos para que deixem a Paz de Cristo governar seus corações e permitir que a palavra de Cristo habite ricamente neles.  
Se quisermos agradar ao Senhor, precisamos obedecer-Lhe, caso contrário: seremos tidos como profano.  Temos que dar motivos fortes para se comportarem de acordo com a sã doutrina e evitar qualquer ocasião para os incrédulos nos acusarem! 
Paulo disse que os Cristãos devem viver de acordo com a Sã Doutrina, Deus demonstrou sua graça para com a humanidade enviando seu Filho para morrer na cruz.  
Jesus amou a Igreja e morreu para redimir os homens de sua iniqüidade, assim provendo para ele próprio um povo especial purificado e zeloso das boas obras (veja Efésios 5:25-27 e Tito 2:14).  
A mensagem do evangelho é que podemos tornar-nos parte deste povo especial se quisermos deixar a impiedade e as paixões pecaminosas do mundo e viver de acordo com a sã doutrina. 
Irmãos em Cristo Jesus leiam com atenção esta reflexão a qual fiz, pois não podemos abrir portas para o inimigo causar duvidação da palavra de Deus e do espírito santo.  
Se focarmos sempre o nosso sentido nos ensinamentos da Sã Doutrina e no que o Espírito Santo vem nos alertando, o inimigo não terá como entrar e causar duvidação em nossos corações e pensamentos! 
“Éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros, mas agora sois de Cristo”. (palavras do Apóstolo Paulo).  
Edna Pereira de Souza Silva. 02/06/2010 Adamantina.

Atualizado em ( 18-Jul-2010 )
 

Publicações