Foto da noticia

PPGH 01 - Mical

01 de Agosto de 2016


Escrito por Firmino e Elias   
02-Dec-2013
sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos
 
Firmino e Elias
 
Firmino Alves Neto - firminoalves@uol.com.br
Elias Vicente de Oliveira - eliasvicentedeoliveira@hotmail.com 
PEQUENOS PERSONAGENS - GRANDES HISTÓRIAS
Personagem 01 = MICAL = I Sm 14.49
 
Mical era a filha mais nova do Rei Saul.
Aparentemente o  seu nome seja uma forma abreviada de MICAEL que significa “Quem é como DEUS”.
 
Mical amava a David, porém, sua irmã mais velha chamada MERABE é quem foi oferecida como esposa ao jovem campeão que matara o gigante Golias.
 
Numa ardilosa manobra, o Rei Saul intentando o mau contra David, deu MERABE para outro homem e para amenizar a situação, ofereceu a filha mais nova para ser esposa de David.
 
A apaixonada esposa chegou a defender a vida do seu amado, inclusive, colocando a sua própria via em risco, quando teve até mesmo que mentir para atingir seu objetivo (I Sm 19.12-19)
 
O capítulo 25 do livro de I Samuel no seu versículo 44, traz o registro de como pode ser cruel o coração de um homem quando tomado de vingança. Possuído desse sentimento maligno o rei Saul deu a esposa de David a um outro homem!!!!!!
 
O tempo passou e o jovem guerreiro  tornou-se  grande,  porque o SENHOR era com ele por onde fosse,  e quando coroado rei exigiu sua esposa de volta.
 
Diz o ditado que filho de peixe, peixinho é.
E Mical mudou.
Infelizmente pra pior.
Talvez influenciada pelo exemplo do seu pai, já que, como diz um hino, “... tudo aquilo que os pais fizerem os filhos aprendem...”
 
Em um determinado momento da história, o Rei David mandou trazer para Jerusalém a Arca da Aliança. Quando ela vinha chegando, a felicidade do rei era tamanha que ele não se conteve e “...saltava com todas as suas forças diante do SENHOR...” (II Sm 7.14)
 
“...Mical, filha de Saul, estava olhando pela janela, e, vendo o Rei David, que ia bailando e saltando diante do SENHOR, o desprezou em seu coração”(II Sm 6.16)
 
Ao invés de se juntar às festividades, Mical estava olhando pela janela como uma espectadora, quando na verdade, deveria ser uma participante.
 
A maioria das críticas vem daqueles que meramente observam sem ser um participante da obra!!!!!!!!
 
O mais triste de tudo é que por esta atitude Mical “não teve filhos até a sua morte”.
 
Os que não participam da obra, mas ficam na janela criticando os que “... com júbilo e ao som de trombetas...” se alegram na obra do SENHOR, com certeza acabarão estéreis espiritualmente.
 
Que entre nós não haja ninguém como Mical.
Mas que haja sempre os que falem como falou o grande Rei David: “...perante o SENHOR tenho me alegrado”.
 
Ribeirão Preto,  02 de Dezembro de 2013

Atualizado em ( 03-Dec-2013 )

Publicações