Foto da noticia

O Valor e a Importância Espiritual da Água

02 de Agosto de 2016


Escrito por Gilmar Augusto Silva - Suzano - SP   
13-Apr-2009
www.sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos 

  gilmar_aug@yahoo.com.br
O objetivo deste estudo é mostrar a importância da água para o sentido espiritual, já que se estudarmos com bastante atenção, iremos encontrá-la com bastante freqüência nos assuntos espirituais.  Para isto, vamos tomar como partida o trecho abaixo:  
I João 5:7 e 8 - Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num.  
Observe que João faz uma analogia entre três elementos que concordam na terra com três elementos que concordam no céu. O primeiro elemento dos que testificam no céu é o Criador Deus. Ele é o Pai. O segundo elemento é chamado de "a palavra". Se observarmos, nas escrituras o que é a palavra, chegaremos à conclusão que se trata da pessoa de Cristo:  
João 17:17 - Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.   
Jesus disse na sua oração para Deus que a palavra de Deus, ou seja, as escrituras são a verdade. Mas observe o que Jesus disse a respeito de si mesmo:   
João 14:6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.   
Jesus diz que ele é a verdade. Portanto, se Ele é a verdade, e a verdade é a palavra, podemos concluir que Ele é a palavra. Além disso, observe o texto de João em Apocalípse:  
Apocalipse 19:11 a 16 - E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça. E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores.   Quanto ao Espírito Santo não há dúvidas de que Ele é o consolador que Jesus prometera aos seus discípulos, e nos é mostrado por Paulo na sua epístola aos Hebreus:   
Hebreus 1:7 - E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo.   
Logo adiante, Paulo diz:    
Hebreus 1:13 e 14 - E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, Até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?   
Tendo nós conhecido quem são os três que testificam nos céus, vamos então fazer uma análise dos três que testificam na terra, que conforme o texto, são o Espírito, a Água e o Sangue. O Espírito aqui mencionado não é o Consolador, como o é nos que concordam no céu, mas sim o espírito do homem, que o faz vivente.  
I Corintios 2:11Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.  
De acordo com o que nos mostra este texto, temos cada um de nós um espírito dentro de nós, que nos mantém vivos. Mas, além disso, Há também naqueles que guardam a palavra de Deus, o Espírito Santo, que interage com o nosso espírito, comonos mostra o texto abaixo:  
Romanos 8:15 e 16 Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.    
O segundo elemento dos que testificam na terra é a água, que é o objetivo deste nosso estudo e que analisaremos com mais profundidade. O terceiro é o sangue, que também é fundamental para que os seres vivos continuem vivos. O sangue tinha uma importância fundamental para o ritual religioso no tempo do antigo testamento. Basta observarmos que em todos os rituais era usado sangue, apesar de ser sangue de animais. Mas é que na lei está escrito que o sangue representa a vida do corpo, e por este motivo ele era usado nos holocaustos à Deus. Porém, era proibido a qualquer pessoa comer sangue e seus derivados.  
Levítico 7:26 E nenhum sangue comereis em qualquer das vossas habitações, quer de aves quer de gado.Toda a pessoa que comer algum sangue, aquela pessoa será extirpada do seu povo.    
O sangue também tem sua importância como preço de resgate da alma, tanto no antigo testamento como principalmente no novo testamento.  
Mateus 26:26 a 28 - E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.  Atos 20:28 Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.   
Como podemos notar, o sangue é um elemento importantíssimo no contexto bíblico, sem dizer que o sangue também é formado por água. É igualmente notório para nós a importância que tem a àgua no contexto bíblico. Basta analisarmos os vários pontos bíblicos em que a água aparece como um elemento extremamente importante. Então vejamos:   
Êxodo 29:4- Então farás chegar a Arão e a seus filhos à porta da tenda da congregação, e os lavarás com água;   
Nota-se aqui que quando os filhos de Arão foram consagrados como sacerdotes juntos com ele, eles tinham de chegar à tenda da congregação, ser lavados com água limpa e só depois de vestidos com as vestes sacerdotais é que eles podiam entrar alí.  
Êxodo 30:18 a 20 Farás também uma pia de cobre com a sua base de cobre, para lavar; e a porás entre a tenda da congregação e o altar; e nela deitarás água. E Arão e seus filhos nela lavarão as suas mãos e os seus pés.Quando entrarem na tenda da congregação, lavar-se-ão com água, para que não morram, ou quando se chegarem ao altar para ministrar, para acender a oferta queimada ao SENHOR.   
No caso do texto acima, o uso da água era para o fim específico da purificação. Eles não podiam se chegar ao altar para o exercício de suas funções sacerdotais sem antes passar por esse ritual de purificação. Isto tinha como finalidade não contaminar o altar do Senhor.  Em outros casos, Deus usa a àgua como elemento abençoador, como no trecho citado abaixo:   
Êxodo 23:25 e 26E servireis ao SENHOR vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades. Não haverá mulher que aborte, nem estéril na tua terra; o número dos teus dias cumprirei.    
Observe que Deus tinha através da água, uma maneira de chegar até o povo com sua bênção. Em outros casos, a água era um elemento revelador, usada para revelar a verdade. Veja o texto abaixo:  
Números 5:12 a 22 - Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando a mulher de alguém se desviar, e transgredir contra ele, De maneira que algum homem se tenha deitado com ela, e for oculto aos olhos de seu marido, e ela o tiver ocultado, havendo-se ela contaminado, e contra ela não houver testemunha, e no feito não for apanhada, E o espírito de ciúmes vier sobre ele, e de sua mulher tiver ciúmes, por ela se haver contaminado, ou sobre ele vier o espírito de ciúmes, e de sua mulher tiver ciúmes, não se havendo ela contaminado, Então aquele homem trará a sua mulher perante o sacerdote, e juntamente trará a sua oferta por ela; uma décima de efa de farinha de cevada, sobre a qual não deitará azeite, nem sobre ela porá incenso, porquanto é oferta de alimentos por ciúmes, oferta memorativa, que traz a iniqüidade em memória. E o sacerdote a fará chegar, e a porá perante a face do SENHOR.E o sacerdote tomará água santa num vaso de barro; também tomará o sacerdote do pó que houver no chão do tabernáculo, e o deitará na água. Então o sacerdote apresentará a mulher perante o SENHOR, e descobrirá a cabeça da mulher; e a oferta memorativa, que é a oferta por ciúmes, porá sobre as suas mãos, e a água amarga, que traz consigo a maldição, estará na mão do sacerdote. E o sacerdote a fará jurar, e dirá àquela mulher: Se ninguém contigo se deitou, e se não te apartaste de teu marido pela imundícia, destas águas amargas, amaldiçoantes, serás livre. Mas, se te apartaste de teu marido, e te contaminaste, e algum homem, fora de teu marido, se deitou contigo, Então o sacerdote fará jurar à mulher com o juramento da maldição; e o sacerdote dirá à mulher: O SENHOR te ponha por maldição e por praga no meio do teu povo, fazendo-te o SENHOR consumir a tua coxa e inchar o teu ventre. Então o sacerdote fará jurar à mulher com o juramento da maldição; e o sacerdote dirá à mulher: O SENHOR te ponha por maldição e por praga no meio do teu povo, fazendo-te o SENHOR consumir a tua coxa e inchar o teu ventre.   
Aqui, a água era usada como uma espécie de atestado de que alguma mulher havia ou não transgredido contra seu marido. Porém, em outros pontos, a água é apresentada como elemento de salvação. Lembremos-nos de quando o povo de Israel estava em sua jornada pelo deserto, em direção à terra de Canaã, que depois de terem andado muito, não haviam encontrado àgua para saciarem sua sede. Foram clamar para Moisés, que por sua vez clamou à Deus, o qual mandou Moisés ferir a rocha e dela extrair água para o povo.  
Números 20:3 a 11 - E o povo contendeu com Moisés, dizendo: Quem dera tivéssemos perecido quando pereceram nossos irmãos perante o SENHOR! E por que trouxestes a congregação do SENHOR a este deserto, para que morramos aqui, nós e os nossos animais?E por que nos fizestes subir do Egito, para nos trazer a este lugar mau? Lugar onde não há semente, nem de figos, nem de vides, nem de romãs, nem tem água para beber. Então Moisés e Arão se foram de diante do povo à porta da tenda da congregação, e se lançaram sobre os seus rostos; e a glória do SENHOR lhes apareceu. E o SENHOR falou a Moisés dizendo: Toma a vara, e ajunta a congregação, tu e Arão, teu irmão, e falai à rocha, perante os seus olhos, e dará a sua água; assim lhes tirarás água da rocha, e darás a beber à congregação e aos seus animais. Então Moisés tomou a vara de diante do SENHOR, como lhe tinha ordenado. E Moisés e Arão reuniram a congregação diante da rocha, e Moisés disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes, porventura tiraremos água desta rocha para vós? Então Moisés levantou a sua mão, e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saiu muita água; e bebeu a congregação e os seus animais.    
O elemento água aqui representou salvação para o povo de Israel, ainda que no sentido material de matar a sede do corpo no calor do deserto. Mas já representou também um indício da salvação que o Senhor traria através de Cristo, representado aqui como a rocha de onde a água verteu. Uma prova disso está emJoão 4, no episódio do encontro de Jesus com a mulher samaritana. Alí, a água também representou salvação, mas só que desta vez no sentido espiritual, ou seja, a água não era mais água, mas sim a palavra de Deus.   
II Reis 5:9 a 14 - Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu. Então Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será curada e ficarás purificado. Porém, Naamã muito se indignou, e se foi, dizendo: Eis que eu dizia comigo: Certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, invocará o nome do SENHOR seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso. Não são porventura Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles, e ficar purificado? E voltou-se, e se foi com indignação.Então se chegaram a ele os seus servos, e lhe falaram, e disseram: Meu pai, se o profeta te dissesse alguma grande coisa, porventura não a farias? Quanto mais, dizendo-te ele: Lava-te, e ficarás purificado. Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado   
Na Bíblia, a águatem significados diversos. Profeticamente falando, quando ela é apresentada como pouca quantidade, ela representa em quase todos os casos, algo de bom. Podemos tomar como exemplo o próprio texto de João, que citamos acima, ou ainda a citação de Ezequiel na sua profecia sobre Israel, que diz:   
Ezequiel 36:24 a 28 - E vos tomarei dentre os gentios, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra. Então aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis. E habitareis na terra que eu dei a vossos pais e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus.  
Observe também  
João 4:5 a 14-Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta. Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida. Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos). Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado? Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.    
No texto acima citado, a água significa o conhecimento da verdade, apesar de a mulher não estar entendendo o propósito da palavra de Cristo.   
Apocalipse 22:17- E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.   Isaías 55:1 - Ó Vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.   
Já quando se trata de água em quantidades maiores (ex: mar), profeticamente significa quase sempre algo de ruim.  
Apocalipse 17:1 -E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas;                                                                                                                    
Apocalipse 17:15 - E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas.   
Devemos também lembrar que o grande volume de águas do dilúvio serviu de condenação à morte para os seres viventes, com exceção de Noé com seus familiares. Estas mesmas águas do dilúvio hoje significam a grande concupiscência que há no mundo, da qual temos que nos salvar através da arca, que hoje é representada pelas escrituras sagradas.  Uma observação importante a se fazer, é o movimento do espírito santo sobre as águas. Pelo que podemos perceber nos textos bíblicos, o espírito santo tem uma grande afinidade com a água.  
João 5:2 a 9 - Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres.Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água.Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado.   
Outro ponto a ser observado é o batismo. Nós sabemos que o elemento usado para o batismo é a água, que além de significar purificação, também é o meio pelo qual o homem recebe o espírito santo, o qual se movimenta na água do batismo. Também temos em todas as congregações da Sã Doutrina a água fluidificada, ou como muitos costumam dizer, água florida, a qual tem servido de remédio para todos aqueles que crêem que o Espírito de Deus se movimenta nela. Mas daí, voltamos ao texto bíblico citado no início deste estudo, que diz:   
I João 5:7 Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um.E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num.   
No início, explicamos os três elementos que concordam no céu, definindo cada um deles em particular. Mas como definiremos os três que testificam na terra?Definiremos com os textos abaixo:  
I João 5:4 a 6 - Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade.  João 19:34Contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água.  Apocalipse 21:5 a 6 E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis. E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tenha sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.  Gálatas 5:22 a 25     Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.Se vivermos em Espírito, andemos também em Espírito.   
Nós que somos da Sã Doutrina Espiritual do Sétimo Dia, temos nas nossas congregações, sobre as mesas ou púlpitos, a água e o óleo fluidificados pela virtude do Espírito Santo. É exatamente por esta crença que o espírito tem ação através da água que a usamos para fins de curativo espiritual. Da mesma forma ocorre com o banho de curativo, popularmente conhecido como choque, em referência ao choque térmico que a pessoa sente ao ser banhada com água fria fluidificada. Termino aqui este estudo esperando que o mesmo tenha sido esclarecedor ao caro leitor, pois na verdade esta é sua finalidade.  A paz de Cristo seja com o espírito de todos. Amém.  
Suzano, 24 de julho de 2007.   
Gilmar Augusto - CSESD - Ministério Suzano - SP   Você pode comentar o estudo através degilmar_aug@yahoo.com.br

Atualizado em ( 24-Dec-2009 )

Publicações