Foto da noticia

A Lei é Santa - Os Dez Mandamentos

02 de Agosto de 2016


Escrito por Marcos César de Miguel   
29-Dec-2011
sadoutrina.org - Biblioteca Digital - Trabalhos
 - macemi@ig.com.br

A Lei subentende a existência de um governo divino ou humano. A palavra Lei é tradução do hebraico – Torah, e é uma regra autorizada para governar o proceder das pessoas. A Lei é de origem celeste, pois o céu é lugar de ordem. Ela se revelou primeiramente no céu, pois lá existia um líder, Deus, e seus liderados, os anjos; posteriormente a Lei se manifestou na terra, para reprimir as inclinações impuras dos seres humanos.
 
Ao homem, coroa da criação, Deus deu-lhe Leis que deviam dirigi-lo e regê-lo. A Lei, entretanto, estava sem ação até que houve oportunidade de exercer sua força. Paulo disse em Romanos 4:15- Onde não há lei, não há transgressão.
 
Para os transgressores a lei é ministério de morte, uma vez que pune o infrator, mas para o obediente ela é palavra de vida. É necessário que haja Lei para que haja respeito. Disse Tiago em 2:10- que aquele que tropeçar num mandamento tornou-se devedor de todos.

Foi Deus quem escreveu nas tabuas de pedra, a Lei Moral. É ele, portanto o nosso legislador. Moisés recebeu de Deus as leis como vemos em Atos 7:38. Portanto a Lei é divina e não mosaica. Moisés viveu e morreu e, mas a Lei é eterna. A lei revela ainda o caráter de Deus que é eterno, pois se Deus é eterno sua Lei também o é, ou seja, sua Lei estará sempre em vigor, pois assim como Deus não muda, também sua Lei é imutável. Se ele é o legislador, o homem não tem poderes para revogar, e nem Deus e nem mesmo Jesus Cristo a revogou algum dia, mas confirmou sua eternidade em Mateus 5:17,18.
 
Jesus Cristo disse em João 14:15- Se me amardes, guardareis os meus mandamentos. Ora, os mandamentos de Jesus são os mesmos do pai, pois ele mesmo disse no mesmo capitulo que ele e o pai são um só.
 
Disse mais em João 1:1- no principio era o verbo e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus. Se o verbo estava no principio com o pai então podemos concluir que os mandamentos do pai são os mesmos que Cristo disse: Aquele que me ama guarda os meus mandamentos, e se os mandamentos são dele como poderia ele abolir como querem alguns? Pois ele disse em Mateus 5:17- Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.” Deus não aboliu, Jesus não destruiu e os apóstolos confirmaram, então a lei continua em vigência para eternidade.
 
Segundo a Bíblia Sagrada, a Lei divina é a base do juízo. Todas as pessoas serão julgadas segundo o que tiverem feito, bem ou mal. Por isso ela é necessária, caso contrario, como poderia Deus instalar seu tribunal de juízo? Como poderia Ele provar que as obras das pessoas foram boas ou más? Sim a base do juízo é a Lei dos 10 Mandamentos. Assim como não se pode fazer julgamento sem os códigos vigentes, também Deus não fará juízo sem a sua Lei divina.
 
A Lei dos 10 Mandamentos é eterna. Enquanto existir a humanidade será sempre seu dever observar a Lei de Deus. Jesus mesmo disse ao mancebo rico em Mateus 19:17- queres entrar na vida? Guarda os mandamentos. Diz Paulo em Romanos 2:13- que justificados serão os que praticam a Lei e não os ouvidores.

Atualizado em ( 29-Dec-2011 )
 

Publicações