Foto da noticia

A importância da Formação

31 de Julho de 2016


Mensagem da Coordenação
 
Por José Fatuch Jr.
 
   Quem se fez presente na palestra promovida pelo PAPE no mês passado, sobre a Previdência Oficial, com o Coordenador FELIPE (do INSS de Campinas) deve ter ficado muito satisfeito com a quantidade e a qualidade das informações ali obtidas.

   Depois disso, distribuímos requerimentos para cadastramento de senhas para utilização dos serviços disponibilizados na Internet. Os modelos já preenchidos podem ser entregues para qualquer membro da coordenação do PAPE ou da direção da Igreja.

   Quem ainda não obteve o formulário basta pedir diretamente a mim ou então através de meu e-mail: fatuch@uol.com.br. Lembramos, porém, que o cadastro precisa ser feito com o original assinado e as senhas de acesso serão remetidas através de mensagem eletrônica ao próprio interessado, no e-mail cadastrado.

   Alguns irmãos, representando a Organização da Sã Doutrina (Serginho das Neves), o Lar Beneficente (Paulinho Teixeira e Luisa)  e a Congregação do Jardim São Cristovão (Vera Lucia Lopes), participaram de um curso de dois dias, promovido pelo próprio INSS e adquiriram conhecimentos importantes que poderão ser repassados aos demais membros daquelas entidades.

   Finalmente, convidamos você para mais um evento idealizado pelo PAPE_JSD. Trata-se de uma palestra sobre Álimentação Saudável com uma nutricionista da CASSI – Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil. Até lá, se DEUS quiser.
   DATA: 25.04 (DOMINGO)
   HORÁRIO: 14:30 HORAS
   LOCAL: JARDIM SÃO CRISTOVÃO
  
BONS MOTIVOS PARA LER
Por Júlia Fatuch
 
Ler é uma questão de hábito, aliás um ótimo hábito, que acaba trazendo vários benefícios para quem o adquire.
Confira a seguir uma lista de 8 motivos para você apostar na leitura e conseguir benefícios para seu desenvolvimento:   

  1) AMPLIA O CONHECIMENTO (Ler é um ato valioso para o nosso crescimento pessoal e profissional).  

  2) DESENVOLVE O REPERTÓRIO (A leitura expande as referências e a capacidade de comunicação).  
     
  3) ESTIMULA A CRIATIVIDADE (Ler é fundamental para soltar a imaginação).

  4) AUMENTA O VOCABULÁRIO (Graças aos livros descobrimos novas palavras e novos usos para as que já conhecemos).

  5) EMOCIONA E CAUSA IMPACTO.

  6) MUDA A SUA VIDA (Quem lê desde cedo está muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida).

  7) LIGA O SENSO CRÍTICO NA TOMADA.

  8) FACILITA A ESCRITA (Ler é um hábito que se reflete no domínio da escrita).

 Fontes: Neusa Sallai, Karina Simões e Clelia Cortez (Revista Veja São Paulo)
  
ESPAÇO PROFISSÃO
Por Sidney Mendes da Silva
 
A importância da Formação
     Adoro ler biografias de vencedores. Gosto porque me motiva e me faz perceber que no fim das contas, analisando a história dos vencedores, vejo que o esforço e a dedicação sempre são recompensados.

     Porém, tenho percebido uma mudança no perfil biográfico dos grandes vencedores. Vejam os seguintes exemplos: Sebastião Camargo, fundador da Camargo Correa só estudou até o terceiro ano primário.  Samuel Klein, fundador das Casas Bahia, estudou até o quarto ano primário. O empresário Silvio Santos antes de se tornar um comunicador de sucesso só tinha o ensino fundamental. Alguns exemplos mais recentes: Bill Gates deixou a faculdade para fundar a Microsoft, assim como Steve Jobs que fundou a Aple.  Nosso presidente, o Lula, tem ensino fundamental e um diploma do SENAI.

     Agora observem que desde Sebastião Camargo, que fundou a Camargo Correa nos anos 30, tivemos uma evolução no perfil desses raros fenômenos.  Vejam que Silvio Santos teve mais tempo de escola do que Sebastião Camargo e Samuel  Klein. Já Bill Gates e Steve Jobs chegaram até a faculdade. Lula é um fenômeno ainda mais raro e é justificável por estar na política.  A grande pergunta que faço é: “É possível nos dias de hoje um jovem com formação fundamental construir uma grande carreira ou empreender um grande negócio?” Dizer que é impossível seria forçar muito a barra, mas podemos afirmar que é muito difícil! Nos anos 30, quando o jovem Sebastião Camargo começou sua pequena empresa de construção, o mundo era bem diferente. Naquela época não existiam muitas escolas e as pessoas, quando estudavam, ficavam muito pouco tempo na escola. Nos dias de hoje, a realidade é bem diferente. A maior parte das grandes empresas não contratam mais trabalhadores sem o ensino médio. As que contratam trabalhadores com ensino fundamental pagam pouco e as chances de crescimento profissional são muito limitadas. 

     Atualmente, com a tecnologia evoluindo constantemente e a grande quantidade de informação disponível, não tem jeito, o caminho para o sucesso profissional é o caminho da formação.  As empresas estão buscando no mercado pessoas com boa formação e por incrível que pareça, não estão encontrando. Temos uma nova face do desemprego. Nos dias de hoje, o desemprego, ou o sub-emprego, existe para as pessoas sem formação. Já para aqueles que tem formação, o mercado de trabalho está de portas abertas e por vezes, com bons salários.

     Nos dias de hoje, a formação é fundamental. Não se deixe iludir por histórias como as de Sebastião Camargo, Silvio Santos ou Samuel Klein. Eles começaram suas carreiras em outra época, numa realidade bem diferente. A nova geração de empreendedores do mundo moderno e os novos líderes que estão surgindo tem perfis bem diferentes da velha geração de líderes e empreendedores. No mundo atual, para quem quer ter uma boa carreira ou mesmo ter sucesso em seus empreendimentos, a receita é muito estudo e formação.

     Acreditem em mim, nosso país está crescendo e as oportunidades estão aparecendo. Para usufruir disso tudo e crescer também (sem, é claro, esquecer nossos princípios cristãos), você têm de estar preparado! E aí vai aquela velha dica, que sempre damos no PAPE: Que tal começar seu crescimento profissional com um curso técnico?
     Paz de Deus seja com todos!
 
ESPAÇO EDUCAÇÃO
Por José Fatuch Jr.
 
    Nesta edição estamos dando uma folga para o Carlinhos e aproveito para tratar de um assunto que considero de extrema importância para o futuro de nosso País.

    Tenho lido, com muita apreensão, alguns alertas de especialistas da área econômica sobre as possibilidades de crescimento do Brasil nos próximos anos e os problemas que poderão atrapalhar este avanço.

     Na verdade, há previsões de significativa expansão econômica para vários dos chamados países emergentes, entre eles o Brasil (espera-se 5% de elevação no PIB para 2.010 e outro tanto para 2.011), a China, a Ìndia e a África do Sul.

    E nossa Nação tem vários pontos favoráveis, como a grande extensão de seu território, recursos naturais em abundância, grande produção de alimentos e consideráveis reservas petrolíferas.

    Além disso, o mercado interno está aquecido, o poder aquisitivo da maioria da população está em ascensão, receberemos a Copa do Mundo de 2.014 e as Olimpíadas de 2.016, eventos que sempre acabam trazendo algum progresso para os locais em que são realizados.

    Afinal, com todas essas vantagens e boas notícias, quais os motivos para preocupações?

    Existem, sim, algumas razões para que nossos economistas fiquem um pouco preocupados com a possibilidade de um crescimento acelerado da economia brasileira e é sobre isso que vamos falar um pouco.

    O primeiro grande problema que pode impedir ou prejudicar o desenvolvimento do Brasil é a precariedade de algumas partes de sua infraestrutura. Vejamos, por exemplo, que as condições de tráfego de algumas das principais rodovias que cortam o território nacional ainda deixam a desejar, provocando atrasos ou desgastes excessivos nos veículos de transporte de mercadorias e encarecendo o custo das mesmas.

   Também podemos citar pouca capacidade de nossos aeroportos diante de uma demanda cada vez mais maior pelo transporte aéreo. Além dos riscos de acidentes, os custos de viagens aéreas tendem a se elevar ainda mais.

   Outro “gargalo” para a expansão de nosso Produto Interno Bruto poderá ser a carência de profissionais qualificados em várias atividades essenciais para o crescimento do País. Já temos notícias de que começam a faltar trabalhadores preparados para serviços que exigem algum tipo de conhecimento técnico, como na área de Engenharia, por exemplo.

   Sem estrutura adequada e pessoal capacitado, a geração dos produtos e serviços poderá ser insuficiente para atender à crescente demanda verificada em nosso País e quando a procura por algo que é escasso aumenta, só uma coisa pode acontecer: aumento de preços.

   Assim, os governantes poderão ser obrigados a adotar medidas que permitam conter as taxas de crescimento dentro de patamares seguros para evitar o retorno de um dos piores problemas já enfrentados em nossa história, que foi a inflação.

   Vamos esperar que isso não ocorra e que possamos ver o Brasil se tornar uma grande potência econômica dentro de poucas décadas, que é a previsão de economistas de vários países. Mas, para isso precisamos saber, desde já, que ainda há muito o que fazer.

    Como podemos nos preparar melhor? Conhecendo as possibilidades e limitações de nossa economia, participando de todas as oportunidades de aprendizado e treinamento que nos forem disponibilizadas e mantendo-nos informados sobre os assuntos que se referem ao nosso País.
 
  “Considero feliz aquele que, ao tratar-se de êxito, busca a resposta em seu trabalho.”
Emerson (1803-1882), ensaísta norte-americano
 
Atualizado em ( 22-Nov-2010 )